Céu Nossa Senhora da Conceição, "Xamã Gideon dos Lakotas", Hino 92 – Paz
Hinário Céu Nossa Senhora da Conceição

Hinário Céu Nossa Senhora da Conceição

Hino 92 – Paz

   
 


 

Você pode estar em batalha, mediante atitudes fortes e, contudo estar em paz. A paz é uma condição de espírito, é você refletindo a Mente Universal. A paz não provém do meio, não é fruto de situações externas. O espírito, embora Absoluto, escolheu viver a experiência de como é Ser DEUS. Para isto precisa viver o seu oposto, ou seja, o relativo. Somente na escuridão uma vela percebe o quão luminosa é. Corpo, cérebro, mente racional e pensamentos, a personalidade das encarnações, tudo isto nada mais é do que o reflexo de você, espírito, pois você, espírito, é a base e a origem. Quando você, espírito, alcança o estado de paz, significa que a base e origem são paz. Por conseqüência tudo que da base e origem fluir, estará ungido de paz. Cada ação que tomar independente de serem enérgicas ou não, estará ungida pela paz. Cada um de seus pensamentos e cada esforço que fizer, estarão ungidos pela paz. Em cada objetivo que empreitar e em cada manifestação de seu amor, estará presente o ungüento da paz. E sendo assim, sua vida tornou-se expressão da Mente Universal. Mas para se alcançar o estado de paz, antes precisa alcançar o silêncio da mente. É no silêncio da mente onde se vive um íntimo contato com o Eu Interior. Manter-se no silêncio da mente e expandir a consciência todos os dias alguns minutos ao menos, é uma condição para o buscador da paz. A meditação mesmo que mais lenta é segura. Na rapidez da muleta ayahuasca vai tropeçar e cair o indisciplinado e o desorientado, sendo que na meditação a mesma pessoa se mantém de pé. É no silêncio da mente onde o Eu Interior responde sobre as circunstâncias da vida. Embora a inteligência do homem seja grande para criar complicações todos os dias, o Mestre Interior tem mais para resolver que o homem para complicar. Portanto permita que o Eu Interior influencie seu raciocínio, sua vontade, sua ação e seja o norte da tua razão em cada passo que der. Assim sendo, o nevoeiro da ignorância em que vivia se desfaz com o nascer do sol interior e até as recordações enevoadas desaparecem como se nunca houvessem existido.
A viagem interior rumo ao silêncio da Mente, rumo ao seu único e verdadeiro Mestre, o Eu Superior, é simples, é fácil, mas exige esforço, exige disciplina. A persistência é o preço que em tudo lhe será cobrado, tanto no plano material como espiritual. Saiba que a vontade é a maior das virtudes e a preguiça o pior dos vícios. Contudo a coragem também é necessária. É a coragem quem
dá liga entre o plano material e o plano espiritual. Ver a si mesmo tal qual se encontra, enfrentar seus demônios internos, observar imparcialmente os próprios pensamentos, os vícios que mantém oriundos dos hábitos indesejáveis que criou, reconhecer e assumir as mazelas ainda existentes para então poder resolvê-las, exige coragem para tudo isto passar decidido a não se deixar abater. Mas passe por cima de todas estas coisas e siga rumo ao topo desta íngreme subida que lhe aguardando estará o resplandecer de um vasto horizonte luminoso. Quando neste horizonte luzente descobrirá que jamais caminhou sozinho, mas esteve acompanhado e orientado pelo seu Mestre Interior por todo o trajeto, apenas não se atentou a sua voz.
Agora que passou a escutar começa também o discernimento sobre o que é real e ilusório. Enxerga no passado a causa do problema. Enxerga no presente as conseqüências acontecendo. Enxerga para o futuro as possibilidades existentes. Enxergar o antes, o agora e o depois fundidos numa mesma visão, chama-se discernimento. Sem ele, nada aprendeu com suas ações de ontem e assim as repete hoje perpetuando o sofrimento para o amanhã. Uma vez no discernimento enxerga-se como rei, sempre olhando o lado positivo de qualquer acontecimento. Em todo acontecimento sempre há dois lados. Mesmo que contrario a um, estará favorável a outro, e é com esta visão cósmica que um rei observa para prosseguir com ânimo, se manter positivo e direcionado para o objetivo que persegue! Como rei, sua nobreza é visível. É o cérebro se rendendo à vitória do coração. É você em estado de paz vivenciando a fraternidade através do Amor e da Compaixão. A nobreza de um rei vem da nobreza dos sentimentos de Amor e Compaixão que mantém. Para ser compassivo antes precisa da consciência de cada homem e mulher existente, e por maior que sejam suas diferenças físicas ou ideológicas, nasce na condição de membro efetivo da família humana e todos são iguais.
Por saber disto aquele que é rei trata a todos com respeito, consideração, gentileza e equanimidade. Se com uma criança estiver conversando, ele não a olha de cima, mas se abaixa para ficar na mesma altura. Assim age a Essência, pois é assim que age a Mente Universal. Portanto quando um homem alcança ser assim, por expressar o Divino Interno, torna-se nobre e rei dentre os homens. A luz resplandece em seu rosto e a sabedoria flui de sua boca. Portanto ouça o que vem pela sabedoria:
Com decisão e coragem meu filho, caminhe com passos firmes a jornada que escolheu caminhar. A felicidade e prosperidade acompanham
os decididos e corajosos. Ser corajoso e ser impulsivo são coisas distintas. Um é virtude, o outro é tolice. Coragem não é nada temer, mas sim fazer o que é preciso apesar do medo que se tem. A coragem é equilibrada, centrada. O impulsivo é um ser irrefletido, geralmente arrogante. Fácil de enganar, fácil de provocar, é uma presa fácil. O impulsivo é desequilibrado, desgovernado. Então caminhe com os passos firme da decisão e da coragem que a felicidade e prosperidade serão contigo. Diante do brado do guerreiro corajoso a infelicidade e a desgraça fogem do campo de batalha antes mesmo de começar o digladio. O brado do guerreiro corajoso convoca a saúde. Esta vem e o acompanha.
A coragem lhe permite ver que de fato é Um com a Mente Universal. Somente a Mente Universal é Absoluta, é real. Então como negar que você é também Absoluto e real?
Doenças e desgraças não provêm da Mente Universal. Elas são frutos do relativo. O relativo não existe, seus frutos são ilusórios e irreais. Então como negar que doenças e desgraças não existem? Portanto quando na convicção de que é um Ser Divino, ou seja, que é a única realidade, a felicidade, a prosperidade e a saúde, será de fato a sua única realidade. A infelicidade, a desgraça e a doença, retornam ao nada porque você saiu da ilusão que as mantinham.
Quando em coragem a ilusão da infelicidade desaparece.
Quando em coragem a ilusão da doença desaparece. Quando em coragem a ilusão da desgraça desaparece. Porque quando em coragem enxergou o que é real, portanto a ilusão deixou de existir em sua mente e seus frutos, infelicidade,
doença e desgraças, desapareceram para sempre como se nunca houvessem existido para você.
A Mente Universal jamais criou o câncer, a AIDS, o tumor, a enxaqueca, a cirrose e ou qualquer tipo de doença. Doenças são frutos da mente que vive na ilusão, no medo. Quando em coragem a ilusão se desfaz, o medo deixa de existir e sendo assim, a infelicidade, a doença e a desgraça desaparecem por conseqüência. A AIDS, o tumor, a enxaqueca, a cirrose e ou qualquer doença desaparece e a pessoa retoma a saúde.
Quando em coragem você sabe que nasceu capaz de vencer qualquer batalha, destinado a todo tipo de vitória, capaz de superar qualquer obstáculo, conquistar qualquer objetivo, sabe que literalmente é destinado a mais intensa felicidade, a mais abundante prosperidade, a mais firme saúde. Você é Um com a Mente Universal. Suas células é um com sua Mente. Portanto a consciência de que é Um com o PAI, também é a célula que tem consciência disto. Se DEUS é a favor, quem pode contra? E você é um com ELE! Então infelicidades, desgraças e doenças somem como fumaça ao vento. Machucou-se, rapidamente se formam novos tecidos, a cicatrização é rápida como vento de agosto.
A vida está no espírito e não na matéria. A vida é real, a matéria é ilusão. As leis que regem a matéria não são capazes de criar vida. Somente o espírito pode conceder vida à matéria. Acaso ganha vida a matéria que saiu do laboratório? Não!
Acaso um cadáver revive por ter estado nas mãos da ciência? Não!
Sem que a matéria esteja sob a influência do sopro da vida que está no espírito, ela é morta, é cadáver. É a vida quem domina a matéria e não o contrário. A vida transforma o inorgânico em orgânico. Constrói, desmonta, muda e torna a moldar como quiser. O homem Uno com a Mente Universal é Absoluto. Portanto seu corpo e células sabem que é Um com o PAI. Sabem que são a vida e por isto tem o poder de construir, desmontar, mudar e tornar a moldar a matéria tal qual julgarem necessário. Uma consciência assim produz, constrói tecido, desmonta a matéria, altera sua estrutura atômica e a reconstrói noutro tipo e torna a moldar em uma terceira mais diferente ainda, como vitaminas, minerais, glicose, lipídeos, proteínas, iodo, tal qual julgar necessário.
Acha mesmo que todos estes processos de “construir, desmontar, mudar e tornar a moldar como quiser” são capacidades dos órgãos que compõe teu corpo? Não é não! Construir tecidos, desmontar
uma matéria, alterar sua estrutura atômica e a reconstruir noutro tipo e tornar a moldar em uma terceira mais diferente ainda, são capacidades da vida e não de teus órgãos! Acaso a vida já não estava presente quando ainda em formação no útero de sua mãe? E não foi a vida que “construiu tecidos, desmontou matérias, alterou sua estrutura atômica e a reconstruiu noutra e ainda tornou a moldar noutra mais diferente ainda”, já para formar seus órgãos como pulmões, fígado, coração, estômago, gônadas etc.? É a vida quem domina a matéria meu filho! A doença não é opositora da vida, porque a vida é Absoluta, e sendo Absoluta como poderia haver opositor? Nada há que possa competir com a vida. A doença é menos que um extrato de pó de nada, ela é uma ilusão, ela é irreal. A doença é uma ilusão que vive aquele que desconhece a Vida. A infelicidade, a desgraça e a saúde são frutos da ilusão da mente que ainda não acordou para Vida. Então acorde para a consciência da Vida, é hora de acordar! Tome logo a decisão e caminhe com coragem! Não peça licença ao cérebro e mente racional, mas imponha sua luz! A vida é o Senhor ,e qualquer forma de matéria ,o subalterno.


Quem é Gideon dos Lakotas ou Emiliano Dias Linhares?

Gideon dos lakotas

Xamã Gideon dos Lakotas é o fundador da filosofia “Universo Simbiótico”.

Meu nome de batismo desta encarnação é Emiliano Dias Linhares. Nasci no Brasil em MG em 1964 e meu nome espiritual e também de escritor é Gideon dos Lakotas. Minha última encarnação foi na tribo dos Lakotas, onde fui iniciado ao maravilhoso universo do Xamanismo, e foi onde ocupei a posição de homem sagrado. Desde então levo em minha alma com agradecimento e honra o amor e a consciência espiritual que adquiri quando lá estive. Por isto hoje eu honro o meu povo espiritual mantendo o nome Gideon “dos Lakota”, mesmo estando hoje no corpo de homem branco (Emiliano Dias). A palavra xamã é um termo hoje muito utilizado, mas esta palavra não existe no vocabulário lakota. Em lakota o termo que corresponderia a xamã seria Wichasha Wakhán. Não tínhamos naquela época uma palavra para “eu”, mas apenas para “nós e nosso”. Falta esta consciência na humanidade, que triste isto!

Antes de adentrar novamente no mundo das ilusões, muitos compromissos assumi no astral superior. Um deles foi o de disseminar o “bom caminho vermelho”, dentro do amor incondicional, firmeza de espírito e honestidade necessária para que ocorra a integração com o todo, tal qual aprendi com os Lakotas mais velhos quando lá estive encarnado há séculos atrás quando o irmão búfalo, tatanka em lakota, era nas pastagens como são as estrelas no céu.

A história da humanidade esta marcada por grandes massacres. Houve tribos antigas que foram massacradas por muitas vezes ao longo da história. Com os Lakotas não foi diferente. Bem no início da colonização dos brancos, houve um grande massacre e eu estava presente nele. Até aonde sei, este massacre não teve registro na história. Mas hoje compreendo porquê, pois quem escreveu as historias acontecidas, foram os próprios brancos que fizeram os massacres. Portanto, ou eles escondiam do mundo o aconteceu ou simplesmente contavam na versão que queriam.

Numa região do amazonas, por exemplo, cerca de quatro anos atrás, ficou-se sabendo que em 1940 havia uma tribo grande no local, mas que foram dizimados pelos garimpeiros em busca do ouro . Nós estamos no século vinte e massacres ainda aconteceram e foram escondidos!

Se não fosse uma tribo próxima relatar isto hoje a historiadores e arqueólogos constarem os vestígios, nem ficaríamos sabendo. Antigamente era ainda pior, pois os meios de informações eram precários. Podem observar que foi apenas após os fotógrafos e jornalistas começarem a acompanhar o exercito é que os massacres começaram a ser relatados e expostos ás massas. No caso norte americano, isto se aplica a partir de 1750 pra frente.

Nesta vida eu nasci em um corpo de branco , no interior de MG . Cresci como qualquer um de vocês, como qualquer criancinha sadia e astuta.

Mas sempre soube desde o nascimento que vim para iniciar esta obra de luz e que hoje existe.

Tive devolvida por completo a minha consciência de homem sagrado ou Xamã, somente depois de um ritual com ayahuasca, onde de tudo me recordei e ainda consegui perdoar de fato a raça branca, a qual fez o massacre que tanto marcou.

Então utilizei o dinheiro que ajuntei por uma vida para construir um local onde iniciaria a disseminação dos trabalhos espirituais de Xamanismo e dentro dos preceitos da honestidade, firmeza e irmandade tal qual aprendi com os Lakotas quando lá estive, como jamais visar dinheiro ao exercer os rituais sagrados e o pleno respeito por todas as forma de vida .

Montei este site escrevendo os textos e recolhendo fotografias e gravuras de muitos lugares. Precisei começar com o que tinha em mãos.Tudo que ensino e que testifico através das obras que faço, é o amor sobre todas as coisas. Os mistérios internos do homem tenho tentado ensinar ao máximo de pessoas possível, sem nada lucrar com isto e nem mesmo pedir favores em troca de ensinar. Repassando a cada participante apenas a despesa que tenho com ele, ou seja, sem visar lucros, tenho permitido que milhares e milhares de homens e mulheres alcançassem o seu centro interior através do bom caminho vermelho. Estou feliz e me sinto realizado, pois tenho visto a felicidade de muitos milhares, ao conhecerem o bom caminho vermelho. Só DEUS sabe o quanto desejei isto!

Mas também lamento muito pelos irmãos de minha tribo do passado que hoje se perderam, deixaram de sentir e passaram a raciocinar demais. Se contaminaram com a ganância e a cegueira do TER que víamos nos soldados daquela época. Principalmente em não reconhecer o MESTRE JESUS como parte do GRANDE ESPÍRITO. Ele sempre esteve entre nós desde o início, mas com outro aspecto, um mais adequado as nossas crenças da época. Ele se mostrava de outra forma, porque se moldou as nossas necessidades psicológicas de forma a não recusá-lo. É assim que age o astral superior, ele sempre se molda a necessidade psicológica de um povo para que assim não sofra rejeição e possa auxiliar. A Yemanja, a mulher búfalo branco, a Nossa Senhora da Conceição, a Deusa da Wicca, a Ceci dos Guaranis e tantas outras, são simplesmente manifestações diferentes da mente feminina de DEUS, ou seja: da MÃE DIVINA. Foi desta forma que o MESTRE JESUS esteve presente na Índia, no Egito, no Tibete e tantos outros povos também. Para quem ainda não sabe, o Mestre Jesus e Krishina é o mesmo. Ele é o nosso irmão mais velho, nos ama e zela por nós. Aprendi já naquela época com os homens sagrados mais velhos que eu, que luz não tem nação, não tem tribo, não tem cercas e nem divisas. Andar na luz é andar no universalismo. Xamanismo é Universalismo! Abaixo de WAKAN TANKA somos todos irmãos ou “Mitakue Oasin”.

Sei que hoje, muito daqueles que geneticamente são de tribo do bom caminho vermelho, não tem o entendimento destas verdades. É triste ver o quanto foram contaminados pela cultura racional dos brancos: estão presos no ego, no desejo do ter acima do SER. Adquiriram a cegueira espiritual de nossos algozes do passado. Se sentissem mais ao invés de raciocinar tanto, não teriam dúvidas de tais coisas!

Infelizmente hoje há muitos nascidos em corpo indígenas e que de indígena só tem mesmo a descendência hereditária, pois vivem em um ego só. Nem mesmo mantém um contato verdadeiro com os espíritos ancestrais e desconhecem os sinais de WAKAN TANKA nitidamente mostrado na natureza para os que sabem ver. Pregam muito e falam demais, aprenderam a mentir e a enganar em nome do mesmo dinheiro e ambição do ter que causou o extermínio de muitas tribos. Desconhecem as “ações” e nada fazem de fato nem pelos irmãos e nem por si mesmo. Mas a parte que me cabe, eu fiz, tenho feito e farei enquanto meu coração bater.

Xamã Gideon “dos Lakotas”.


NOSSA HISTÓRIA

oglala_warriorVivíamos em paz e livres. O GRANDE ESPIRITO se fez ao nosso redor. O trovão era a tua voz e nas asas do vento ele caminhava e passeava com nossos Espíritos. A mãe terra cuidava de nós, o avô sol sorria feliz e a irmã lua sempre irradiando suas bênçãos ao nosso povo, dizia – nos : AMO A VOCES IRMÃOS .

MITAKUE OASIN ( SOMOS TODOS IRMÃOS ) temos a consciência do real significado desta frase. O grande irmão búfalo era a nossa força e nossa raiz. Dele provinha nosso sustento e seu couro nos dava roupagens e tendas… TATANKA em minha língua.

Nos tornamos um portal do céu em um planeta, nossa vida andava na luz e nos conformes do ASTRAL SUPERIOR. Por isto minha tribo LAKOTA sempre foi conhecida como sendo a tribo do pai dos xamãs, pois fizemos da integração com o universo um meio de vida …

Estávamos fora em ritual com os espíritos da natureza, pela primeira vez vimos o irmão vento anunciar desgraça. O olhar do avô sol estava triste, a mãe terra parou. Em grandes nuvens os amados elementais sobrevoam as planícies em clara demonstração de desgosto…

Paramos com os rituais e retornamos com os nossos cardíacos pesados e nossos plexos solares com dores…

Ao retornarmos a nossa tribo uma cena indescritível por palavras humanas nos aguardava: mais de 5.000 mulheres, velhos e crianças foram massacrados e MORTOS. Vimos nossas famílias, mulheres, pais, filhos e filhas estirados em um chão manchado de vermelho com o sangue daqueles que amávamos. A raça branca havia chegado e junto deles a ganância e o insaciável desejo do TER.

Oh GRANDE ESPÍRITO, por que? Nada sabíamos ou entendíamos. Apenas a dor quase que insuportável se fazia presente… Mas nossa natureza guerreira em espírito nos mantinha firme. Chegaram nossos irmãos de muitas outras tribos, incluindo a nossa tribo de origem, os SIOUX.

Um grande ritual xamânico voltado a guerra, aconteceu. Usando de todo conhecimento de Xamanismo e magias real, despertamos os animais de força na forma física em centenas de irmãos ……… O vento, o trovão e a força estavam em nós Partimos para a batalha contra o algoz de nosso povo, um povo dos pés diferentes dos nossos. Com corpos transformados os atacamos em campo aberto e chance alguma eles tiveram tal qual fizeram com os nossos amados já velhos ou nenéns. A batalha foi rápida e impiedosa. Não houve prisioneiro ou feridos da raça branca e nenhum deles permaneceu com o coração no peito. O que poderiam eles contra a magia do xamanismo voltada para guerrear? Raça cruel e insana, como lhes chamar de irmãos? Os vermes imundos do limo tem muito a aprender com vocês!

GRANDE ESPÍRITO, por que… Por que ó MISERICORDIOSO!!!!!!??? O que de errado fizemos GRANDE ESPÍRITO, para que tal mal assolasse agora nossa alma?

Presenciei meus irmãos morrerem em batalha porque desejavam morrer, ou se matarem após o ultimo daqueles com pés estranhos terem o coração arrancado…

IF

Senti o peso do meu povo sobre minhas costas. Vi os que ainda vivos e com teus corpos ainda transformados lançarem um olhar de agradecimento ao ritual realizado, então se matavam e partiam para Grande Luz.

Para aonde ir? O que fazer? Como suportar toda aquela tristeza e ainda pior: como compreender o que havia acontecido?

Raça branca, de que adiantou? Nós voltamos, estamos aqui! Embora em corpos de brancos somos LAKOTAS em Espírito e estamos nos reunindo de novo. Através dos conhecimentos sagrados que trago em mim, somado ao auxílio das plantas de poder que tanto conheço, milhares tem novamente suas identidades devolvidas. Muitos de nós nos reencontramos e nossa tribo se reúne novamente.Três dias depois desencarnei por desgosto. Isto há quase 500 anos!

Raça branca, dominamos a tua ciência e entendemos como vocês pensam , raciocinam. Aprendemos a usar o lado esquerdo do cérebro e nos tornamos guerreiros melhores ainda, ficamos mais fortes… O tempo não nos afetou raça branca, e retornamos para a grande vingança espiritual se é que se pode assim dizer: “TRAZER LUZ AOS CORAÇÕES DOS BRANCOS!”

Raça branca, vocês não tem escolha. Agora vão se iluminar e enxergar… E repararem todo mal que causaram a mãe natureza e aos filhos da terra.

Trazer Luz ao coração da raça branca que tanto mal vem fazendo a mãe terra é que é a Vingança espiritual Lakota, pois combatemos a mentira mostrando a verdade, a ignorância revelando a sabedoria e o ódio manifestando o amor. Raça branca, um dia inevitavelmente vai compreender que todos somos irmãos e Mitakue Oasim voltará a reinar…

Xamã Gideon “dos Lakotas”.