Céu Nossa Senhora da Conceição, "Xamã Gideon dos Lakotas", Agrião

Agrião

Nasturtium officinale/Cruciferae (Brassicaceae)

Nasturtium officinale

O Agrião pertence à família das Crucíferas da qual fazem parte Raiz forte, Mostarda, Couve, Repolho, Rabanete e Nabo. É possível ordenarmos uma série de plantas dessa família em função do sabor picante e apimentado. O repolho e a couve não apresentam essa característica, mas o rabanete nos transmite essa propriedade. O Agriäo também nos revela um sabor picante e apimentado e isso nos mostra um processo de calor.

Esse vegetal, ao contrário da maioria das plantas dessa família, cresce em locais inundados. Parte do vegetal vive submersa. A maioria dos vegetais aquáticos produz uma grande quantidade de tanino que é uma substância capaz de harmonizar o impulso Astral com o Etérico. O fato do Agrião não produzir tanino nos revela um processo capaz de harmonizar e conciliar o Aquoso-vital com a atividade Astral que produz desvitalizaçäo e secura.

O Agrião produz raízes adventícias que partem dos nós do caule. Nessa planta não existe um limite muito preciso entre as partes subterrâneas e o restante do vegetal. O Agrião nos revela tendência à indiferenciação, um processo de mobilidade e não fixação da forma.

Podemos observar nesse vegetal um acúmulo de Iodo. Esse elemento químico age no sentido de impedir a ação do éter de luz. As lentes fotocromáticas possuem cristais de um composto de Iodo dispersos dentro do vidro. Quando a luz incide, eles alteram sua geometria de maneira a diminuir a passagem da luz. Esse fenômeno não ocorre no escuro. O Agrião também possui vitamina C que está relacionada à atividade luminosa-configurativa. O Agriäo possui, portanto, um processo de estruturação-luz e um processo de desestruturação e perda da estrutura.

Diante de tudo isso podemos relacionar todos esses processos com os do Mercúrio.

O fato do Nasturtium ser uma planta alimentícia nos revela que ela é capaz de levar os processos do Mercúrio ao ambiente digestivo, agindo onde ocorre a passagem do alimento digerido que se encontra no intestino para o sistema linfático. Essa planta também é utilizada em doenças onde o sistema digestivo se encontra irritado, inflamado e sangrando, sendo útil na colite ulcerativa.

Nasturtium officinale também age levando o calor do Mercúrio em várias doenças tais como cálculos das vias urinárias, reumatismos e estases biliares.

O Agrião pode ser tratado com Mercúrio dinamizado e a planta assim elaborada servirá de composto para a segunda geração e esta para a terceira geração. O Mercúrio elaborado através desse processo poderá ajudar os pacientes com colite ulcerativa.

Indicações e Usos: É um excelente alimento para limpar as toxinas do corpo. Rico em vitaminas A e C, possui em sua composição também ferro, enxofre, fósforo e potássio. Dos talos às folhas, o agrião tem várias propriedades terapêuticas. Age como antiinflamatório nas colites. Combate o ácido úrico nos organismos sobrecarregados pela ingestão de muita carne, leite e ovos. Atua também nos casos de tuberculose, raquitismo, escorbuto e formação de pedras nos rins. Diminui, ainda os efeitos da nicotina. De preferência, o agrião deve ser consumido cru, pois suas propriedades tônicas e estimulantes abrem o apetite. Mastigado devagar, o agrião fortalece as gengivas e aumenta a salivação, favorecendo a digestão. O suco dos talos e folhas é ótimo para problemas nos rins, na pele e no aparelho respiratório. Para aliviar o catarro e as secreções de quem tem bronquite crônica, deve-se usar meio copo de suco puro todos os dias. Misturado com mel, é um xarope poderoso contra a tosse, uma fórmula já explorada pela indústria farmacêutica. Para o tratamento de colites e enfermidades do intestino grosso, recomenda-se uma mistura de sucos de agrião e rúcula. Também funciona como um excelente anticaspa e, se friccionado no couro cabeludo, age contra a queda de cabelos.

Por ser muito rico em fosfato, o consumo regular de agrião fortalece a memória.

color=red>Atenção: Não deve ser consumido em grandes quantidades pelas mulheres grávidas, pois pode provocar aborto.