Céu Nossa Senhora da Conceição, "Xamã Gideon dos Lakotas", Bucha

Bucha

Luffa cylindrica

Características: Originária da Ásia, a bucha chegou ao Brasil provavelmente através dos portugueses. Adaptou-se muito bem no país e hoje está distribuída em todo o território. A planta é trepadeira, com ramos providos de gavinhas, medindo de 2 a 4 metros. As folhas, dentadas, ásperas, são presas ao caule por um longo cabinho. As flores são amarelas com veias verdes e separadas em masculinas e femininas. O fruto tem até 50cm de comprimento, cilíndrico, amarelo quando maduro e castanho escuro quando seco. Também é conhecida como bucha-dos-pescadores e fruta-dos-paulistas.


Indicações e Usos: Segundo a medicina popular, a polpa do fruto desta trepadeira tem efeitos purgativos e diuréticos. As folhas, ramos e raízes normalizam o ciclo menstrual e eliminam distúrbios do fígado. A fibra (bucha propriamente dita) é usada para massagear o corpo durante o banho, em movimentos suaves e circulares, pois acelera a circulação do sangue e renova as camadas externas da pele.


A bucha é conhecida popularmente como “esponja vegetal”.