Céu Nossa Senhora da Conceição, "Xamã Gideon dos Lakotas", Espinheira Santa

Espinheira Santa

Maytenus ilicifolia

Maytenus ilicifoliaCaracterísticas: A espinheira-santa é uma árvore perene, nativa do Brasil e cultivada em larga escala do Rio Grande do Sul ao Paraná. Com 2 a 3 m de altura, seu caule lenhoso e esgalhado ostenta folhas em forma de lanças pontiagudas, dentadas, medindo de 4 a 12cm de comprimento. Os frutos são cápsulas achatadas com dois compartimentos que alojam as sementes. Também chamada de cancerosa, salva-vidas e espinho-de-deus.

Indicações e Usos: A espinheira-santa tem princípios ativos e propriedades terapêuticas cientificamente comprovados. A Central de Medicamentos – Ceme, do Ministério da Saúde, confirmou sua eficácia no combate às fermentações gastrintestinais e seu poder cicatrizante em afecções da pele (acne, eczemas, herpes). Atua no estômago, combatendo as dispepsias, gastralgias, hiperacidez e ulcerações, e também no intestino, evitando fermentações e formações de gases. É analgésica, anti-séptica, cicatrizante e tônica. Possui também propriedades diuréticas e laxantes.

Atenção: Não deve ser usada internamente por gestantes, pois pode provocar contrações uterinas e suprimir a secreção do leite materno.