Céu Nossa Senhora da Conceição, "Xamã Gideon dos Lakotas", Lauroceraso

Lauroceraso

Prunus laurocerasus L.

Prunus laurocerasusEsta pequena árvore, proveniente da Ásia Ocidental e do Sul da Europa, se destaca sobretudo em seu processo de formação de grandes folhas esbeltas e desenvolvidas, duras, brilhantes e persistentes.

Seus pequenos cachos florais elevados, branco-esverdeados, condensados, produzem pequenas cerejas negras que não chamam muito a atenção. As florestas montanhosas úmidas são seu habitat preferido. O processo cianeto, contido nas sementes das outras espécies de prunus, principalmente da amêndoa amarga, se mostra no Prunus laurocerasus difundido nos brotos, na casca e nas folhas. Estas últimas, em particular, contém cerca de 1% de um glicosídeo contendo o ácido cianídrico. Tais folhas produzem um destilado semelhante à água de amêdoas amargas, destilado esse denominado Aqua Laurocerasi.

Este preparado, proveniente do elemento foliar, atua na respiração e no coração. O paciente apresenta uma perturbação na relação rítmica, entre corpo astral e corpo etérico; essa perturbação ocasiona uma certa excitação, cujos sintomas podem ser: rouquidão, catarro, tosses nervosas, estados espasmódicos do pulmão e irregularidades cardíacas.