Céu Nossa Senhora da Conceição, "Xamã Gideon dos Lakotas", Ruibarbo

Ruibarbo

Rheum spp

Rheum sppCaracterísticas: O ruibarbo é uma planta arbustiva originária do Tibete e da China, onde é conhecida há mais de 3000 anos. Também conhecido como ruibarbo da china. Para uso medicinal, as indicadas são as espécies Rheum palmatum e Rheum officinale. No Brasil são conhecidos outros vegetais com o nome de ruibarbo, mas que não pertencem ao mesmo gênero de plantas e são nocivos. Entre eles estão o ruibarbo-do-brejo, o ruibarbo-da-guatemala e o ruibarbo-branco.

Indicações e Usos: Entre as diferentes espécies da planta, as raízes do ruibarbo-da-china (Rheum palmatum) e do ruibarbo-medicinal (Rheum officinale) têm uso medicinal. Da espécie hortícula Rheum rhaponticum, utilizam-se só as hastes ou talos para fazer doces. Suas folhas têm ácido oxálico e são muito tóxicas quando ingeridas por pessoas e animais. Por isso, o aproveitamento do ruibarbo deve ser cauteloso. O chá das espécies medicinais é um excelente tônico para o organismo e age como purgante. É indicado nas perturbações do estômago (azias, enjôos e digestão difícil) e do intestino, nos quais atua como estimulante. No tratamento da prisão de ventre, o chá das raízes tem apresentado bons resultados por seu efeito laxante.

Atenção: Não se recomenda o uso da planta para gestantes e pessoas que sofrem de hemorróidas.

No século I A.C., os gregos importavam suas raízes do Oriente, e seu uso é mencionado nos escritos de Plínio, o Velho, no início da era cristã.