Céu Nossa Senhora da Conceição, "Xamã Gideon dos Lakotas", Búfalo – OPAÇÃO E ABUNDÂNCIA

bufaloBúfalo – OPAÇÃO E ABUNDÂNCIA 
Você nos permite reconquistar 
Os dons da vida. 
Ouça nossas preces, 
Que se elevam da fumaça 
Assim como a Fênix. 
Nós podemos renascer 
Através das Palavras Sagradas.

Segundo a tradição dos índios lakota, foi um filhote fêmea do Búfalo Branco que trouxe o cachimbo sagrado para seu povo e o ensinou a rezar. O fornilho do cachimbo era o receptáculo para o tabaco – uma erva que contém tanto a energia feminina quanto a masculina. A haste do cachimbo representava o macho penetrando na fêmea para nela depositar a semente da vida. Era nesta fusão entre os princípios masculino e feminino que se realizava a conexão com a energia divina do Grande Espírito. Enquanto o fornilho do cachimbo recebia o tabaco, todas as famílias da natureza eram invocadas para que penetrassem no cachimbo e partilhassem seus poderes à medida que as preces e os cânticos de louvor se alçassem aos céus. A fumaça era considerada uma prece visual, muito sagrada e purificadora.

Todos os animais são sagrados, mas em muitas tradições o Búfalo Branco é o mais sagrado, pois sua aparência é sinal de que as preces foram respondidas, de que o cachimbo sagrado foi louvado e todas as promessas e profecias foram cumpridas. E por tudo isso que o Búfalo Branco prenuncia um tempo de plenitude e abundância para todos.

O Búfalo era a maior fonte de subsistência para os índios das planícies norte-americanas. Ele fornecia carne para a alimentação, pele para roupas e agasalhos para os longos invernos, ossos para a confecção de diversos instrumentos, além dos cascos, a partir dos quais se produzia uma substância adesiva usada como cola. À cura do Búfalo é realizada por prece, louvor e gratidão pêlos inúmeros dons que nos foram concedidos. À energia do Búfalo também nos ensina que a abundância sempre estará presente desde que todas as relações sejam honradas como sagradas e desde que saibamos expressar nossa verdadeira gratidão pela existência de cada ser vivo da criação.

O Búfalo era urna presa fácil para os caçadores, pois nem sempre fugia de seus perseguidores. Ele estava sempre predisposto a compartilhar todas as dádivas contidas em seu corpo aqui na Terra, antes de partir para os Campos Sagrados do Espírito.

Usar a magia do Búfalo significa fumar o cachimbo sagrado com fé, para agradecer por todas as riquezas que nos foram concedidas pela vida e partilhá-las com nossos irmãos de todas as raças e de todas as nações, assim como com todas as demais criaturas e as diferentes formas de vida existentes na Terra. Significa também fumar o cachimbo sagrado para ajudar aos outros, pedindo para que seus desejos sejam atendidos, rezar para que a harmonia reine em toda a parte e saber aceitar o Grande Mistério como parte integrante desta harmonia.

Se você tirou a carta do Búfalo, isto pode ser sinal de que você precisa rezar mais, abrir mais momentos de meditação em sua vida. Pode ser também sinal de que você foi escolhido para ser o agente que trará a resposta para as preces de alguma outra pessoa. Isto poderá significar o início de um período no qual você aprenderá a reconhecer de fato que todos os caminhos e escolhas existentes na vida são sagrados, mesmo que sejam muito diferentes de suas próprias convicções. Uma parte importante da mensagem trazida pelo Búfalo é aprender a louvar e honrar o caminho dos outros, mesmo que isto possa ser difícil para você. Entretanto, este período certamente lhe trará muita serenidade e paz de espírito, mesmo em meio ao caos, caso você seja capaz de reconhecer e agradecer sinceramente por tudo aquilo que já possui e saiba orar solicitando a orientação e a iluminação divinas.

A carta do Búfalo está assinalando que você não conseguirá nada sem a ajuda do Grande Espírito. Você deve saber cultivar a humildade ao pedir sua ajuda, e também cultivar o sentido de gratidão, propondo-se a agradecer por tudo aquilo que for recebido.