Céu Nossa Senhora da Conceição, "Xamã Gideon dos Lakotas", Coruja – DECEPÇÃO

Coruja - DECEPÇÃO Coruja – DECEPÇÃO 
Magia 
Presságios 
Espaço e tempo. 
A verdade emergira 
Da luta silenciosa 
Dissipando a ilusão?
Pássaro da Cura Sagrada.

A energia da Coruja é simbolicamente associada a clarividência, projeção astral e magia, tanto em sua vertente branca quanto na negra. Na tradição indígena norte-americana, a Coruja é chamada de Águia da Noite por diversas tribos. Segundo a tradição, a Coruja mora no Leste – o lugar da iluminação. Desde os tempos imemoriais a humanidade tem temido a noite e a escuridão, aguardando ansiosamente pelo advento das primeiras luzes da madrugada. Inversamente, a noite é amiga da Coruja.

A Coruja caça suas presas à noite, porque ela pode enxergar perfeitamente no escuro, assim como é capaz de discernir e identificar com precisão qualquer som ouvido em suas expedições noturnas, o que faz dela uma grande caçadora. Alguns nativos temem a Coruja e chamam suas penas de penas da ilusão”. Ás plumas da Coruja são silenciosas, de modo que é impossível escutar o vôo da Coruja, mas a presa percebe imediatamente quando a Coruja a captura, porque tanto seu bico quando suas garras são afiadíssimos.

Às vezes a energia da Coruja é utilizada por bruxos e feiticeiras. Se você pertence ao totem da Coruja, é bem possível que seja atraído pelas ciências ocultas e finde por se dedicar às práticas de magia negra. Mas é muito importante que você não ceda ao ímpeto de praticar magia negra ou qualquer tipo de procedimento mágico destinado a tirar energia de qualquer pessoa ou ser. Se pertencer ao totem da Coruja, essas aves tenderão a se acercar de você, mesmo em plena luz ao dia, pois elas reconhecerão intuitivamente algum tipo de conexão com você.

Não é por acaso que a Coruja é tida como um símbolo de sabedoria em diversas culturas, pois ela pode ver o que os outros não conseguem: a essência da verdadeira sabedoria. Onde outros se iludem, a Coruja percebe com precisão o que realmente ali se encontra.

Atenas, a deusa grega da sabedoria, possuía uma Coruja de estimação que permanecia sempre em seu ombro e lhe revelava as verdades invisíveis. Essa Coruja tinha o poder de iluminar o lado obscuro da deusa, capacitando-a a perceber toda a verdade e não apenas aquela parcela da verdade que podia discernir sem seu auxílio.

Se você pertence ao totem da Coruja, ninguém será capaz de iludi-lo, por mais que tente disfarçar ou ocultar suas verdadeiras intenções de você. Tê-lo por perto pode até mesmo gerar um sentimento inquietante, já que você consegue discernir claramente quais são as verdadeiras intenções das pessoas. Se você não tem consciência de seus poderes, pode achá-los naturais, mas os outros não, pois se assustam ao perceber que você não pode ser enganado. Alguém do totem da Coruja sabe mais sobre a vida interior de outra pessoa do que sobre a sua própria.

Se você tirou a carta da Coruja, isto é sinal de que você está sendo convidado a empregar seus poderes de observação silenciosa para destrinchar alguma situação intrincada de vida. A Coruja o está ajudando a perceber a verdade em sua inteireza. Ela pode fazer isso por meio dos sonhos ou de práticas de meditação. Preste atenção a todo e qualquer presságio ou sinal, pois a verdade sempre acaba vertendo luz sobre as coisas.