Céu Nossa Senhora da Conceição, "Xamã Gideon dos Lakotas", Rato – MINÚCIA

Rato - MINÚCIA Rato – MINÚCIA 
Se eu pudesse ver o mundo 
Através de seus pequeninos olhos 
Talvez eu pudesse aprender 
A examinar minuciosamente. 
Cada detalhe tem um peso específico 
Uma verdade particular
E um lugar exato no quebra-cabeça 
Para dissipar os ires círculos da ilusão!

Diz o Rato: “A tudo tocarei com meus bigodes, para tudo conhecer.” Paradoxalmente, isto é sinal tanto de uma grande força quanto de uma grande fraqueza. E Lona ver as coisas de perto e prestar atenção aos detalhes, mas é nefasto ruminar em excesso até reduzir tudo a pedaços.

O Rato tem muitos inimigos predadores, entre os quais os gatos, as cobras e os pássaros. Como pode servir de alimento para tantos outros animais, o Rato tem um senso muito aguçado do perigo e um grande senso de autopreservação. O que chamamos de civilização é uma estrutura incrivelmente complexa que exige um nível de organização cada vez mais sofisticado e muita atenção aos detalhes, para poder acompanhar todas as novidades que surgem a cada ano. O Rato é um remédio poderoso nestes tempos modernos. Coisas que parecem insignificantes para outros tem enorme importância para o Rato.

As pessoas do totem do Rato costumara ser alvo da irritação de membros de outros totens, porque estes acham que aqueles costumam se perder em detalhes sem importância. Às pessoas do totem do Rato são do tipo que reparam num fiapo de tecido ou num fio de cabelo caído sobre seu paletó. São também do tipo que tenta convencer os outros de que a mais simples das tarefas que lhes foi atribuída constitui na verdade um empreendimento assustadoramente complexo e difícil. Elas são obcecadas por metodologia e costumam classificar a tudo e a todos, acumulando ciosamente estas observações para um eventual uso futuro.

Os Anciões nos advertem que, sem as pessoas do totem do Rato, não haveria sistematização do conhecimento. Foi o Rato quem extinguiu o homem renascentista e inaugurou a era da especialização. O Rato sempre soube que “há muito mais para aprender”, e que ê sempre possível cavar mais fundo.

Se você pertence ao totem do Rato, é possível que a vida o amedronte, mas certamente você será uma pessoa muito organizada, com um compartimento para cada coisa. O que você precisa é tentar vislumbrar uma realidade maior do que aquela situada diante do seu nariz. Amplie seu espírito e conscientize-se da Grande Dança da Vida. Perceba que mesmo que você esteja neste momento na cidade de Los Angeles, Nova York também existe, assim como também existem a Lua, o sistema solar, as galáxias e o Universo infinito. Pule alto, amiguinho, e você conseguirá vislumbrar a Montanha Sagrada.

Se a carta do Rato apareceu em seu jogo, isto significa que você precisa escrutinar cada detalhe dos outros e de si mesmo. Preste atenção, pois talvez aquele apetitoso pedaço de queijo que o está atraindo irresistivelmente pode esconder o mecanismo de uma ratoeira que irá esmagá-lo quando você tentar abocanhá-lo, ou talvez o Gato esteja emboscado, esperando para agarrá-lo. Isto pode ser sinal de que alguém a quem você delegou algum tipo de autoridade, como um médico, um advogado, ou até mesmo um simples bombeiro hidráulico, não esta correspondendo às suas expectativas e poderá trair sua confiança. À mensagem é clara: veja aquilo que está ocorrendo diante de seus olhos e tome as medidas necessárias para corrigir o que for preciso a tempo.