Dragão – O Invencível

Dragão – O Invencível

Invencibilidade, Imponente, Fortaleza, Coragem, Nobreza,

Transmutação, Fortuna e Majestade.

Agir com Perfeição e Divindade.

"Ensina-me a mover os céus, a terra e o mar, superando os obstáculos com a vontade férrea do Espírito."

O Dragão faz menção a obstinação, a força, a invencibilidade que ultrapassa barreiras, vencendo desafios presentes na jornada Terrestre.

A força impressa no totem do Dragão é insuperável, não há obstáculos que ele não transponha, e destrua, dissolvendo rochas em areia.

Representa também o domínio correto do espirito sobre a matéria, unificando razão com intuição.

O simbolismo do Dragão pode se mostrar através dos conhecimentos sagrados da magia, presente nos mistérios da criação do universo.

Assim, o Dragão simboliza o poder manifestado da vontade divina que há no interior daquele que possui seu totem, ou manifesta este animal.

Apesar da profunda imponência mostrada pelos Dragões, estes são Amor puro, e eles preenchem com sua presença os seres que os cercam com força, auxiliando estes a viverem de forma livre, independente e sem medos.

O Dragão é capaz de nos elevar aos céus, e através de seu fogo transmutar todas as paixões humanas. Ele nos eleva a um plano maior, fazendo com que reconheçamos nossa essência Divina, nossos dons espirituais, nos aproximando da Maestria, nos fazendo enxergar o real objetivo da alma.

Eles são seres que brilham naturalmente a energia do Sol. Não apenas pelo domínio do fogo, mas também pela sua capacidade de se manter conectado ao céu, transmitindo alegria de forma expansiva. Portando os Dragões são uma fonte de energia criadora.

Os Dragões transmutam, reconstroem tudo o que precisa ser restabelecido, como fonte inesgotável de harmonia e equilíbrio.

Aquele que carrega o Dragão como animal de poder, geralmente é consciente de sua origem Divina, de seu poder e missão. Eles tendem a manifestar o Amor na integração com os todos os reinos viventes.

Quando estudamos os hábitos e tendências dos Dragões em seu desequilíbrio, podemos também observar uma natureza impulsiva, autoritária, arrogante, com profunda dificuldade de aceitar afrontamentos e ideias divergentes da sua.

A força do Dragão tanto pode ser construtora como destrutiva. Essas criaturas que em muitas histórias mitológicas assombram, são estranhas e confusas, fazem referência a magia contida nos segredos da Criação, em sua personificação humana.

Em sua natureza são seres com força viril, calorosos, mensageiros da felicidade e fortuna.

 

O próprio arquétipo do Dragão emerge a dualidade da existência, pois, representam o paradoxo da luz e das sombras, do masculino e do feminino, e da criação e da destruição. Assim, ele mostra o livre-arbítrio que comanda as ações humanas, que podem gerar luz ou caos, dependendo do bom uso do coração e da mente.

Veja Também

Pantera Negra – INTUIÇÃO E SENSIBILIDADE

A Pantera Negra carrega a magia e o mistério da noite. Solitárias por natureza, possuem …