Ayahuasca é Droga? – Ayahuasca é Sagrada?

Uma planta de poder, como é o caso da Ayahausca, tem como principal característica conseguir alterar nosso estado de consciência sem danificar ou prejudicar qualquer órgão ou tecido de nosso corpo.

Porém, ao se utilizar o termo “droga”, muitos fazem confusão, pois esta palavra tem várias definições, como por exemplo, droga pode definir um remédio, geralmente vendidos nas Drogarias. Já, no jargão popular, é sinônimo de uma substância entorpecente.

Dentro da farmacologia, o termo “droga” significa qualquer substância que modifica uma função fisiológica do corpo, com ou sem intenção benéfica. E uma droga para ser considerada alucinógena, tem que alterar o estado de consciência, alterar a percepção normal da realidade.

Por essa definição, um café por ser estimulante, e até um chá de camomila por ser calmante, ambas são consideradas drogas alucinógenas, pois possuem substâncias que alteram nosso estado de consciência, alteram a percepção normal da realidade quando relaxamos ou somos estimulados.

Também é o caso da Ayahuasca, que nos permite ter uma visão ampliada da nossa realidade, ocasiona uma expansão da consciência, portanto uma alteração da percepção normal da realidade.

Porém, é bom destacar que Maconha, Cocaina, Crack, LSD e outras, são drogas entorpecentes pois seus usuários experimentam um torpor quando da sua utilização.

Mas não é só: as drogas entorpecentes, além de causarem o torpor da mente e a perda dos sentimentos nobres, também danificam o organismo de seu usuário.

A Ayahuasca e todas as Plantas para serem consideradas de Poder, além de não prejudicarem qualquer órgão e/ou tecido do corpo, não causam o torpor da mente e dos sentimentos nobres.

Ayahuasca (daime ou vegetal) cientificamente não pode ser enquadrado como uma Droga Entorpecente, sendo portanto, bem diferente da maconha, cocaína e outras.

Trabalhos espirituais sérios e de luz , igrejas daimistas sérias, xamãs verdadeiros e dirigentes de institutos sérios,  utilizam apenas plantas de poder!

Trabalhos espirituais falsos e sem luz, institutos daimistas falsos, xamãs falsos e dirigentes inconsequentes utilizam drogas como a canabis sativa (maconha), mais conhecida no falso santo daime como “santa maria”.
Drogas são plantas capazes também de alterar nosso estado de consciência, mas, danificam os órgãos e/ou os tecidos de nosso corpo. São prejudicais sim!

Estas drogas podem também ser combinadas com outras substâncias para causarem alucinações e sensações… Exemplo: canabis sativa (maconha), maldosamente denominada santa maria, cocaína também maldosamente conhecida como santa clara, crack e muitas outras.

Inserir a maconha dentro do “santo daime” foi um erro terrível de dimensões alarmantes, cuja a consequência fisiológica é danosa e irreversível. O “padrinho Sebastião” cometeu este grave erro, ao infundir esta droga dentro do santo daime. (veja o livro Santo Daime Revelado).

O irmão Irineu Serra, fundador da doutrina, um irmão de muita luz e amor, jamais pôs drogas como a maconha dentro dos rituais que propiciam o contato com o divino.

 

Compartilhar

Veja Também

Falsas Igrejas de Daime – Drogadição e Comércio

Me foi confiado pelo “Alto” uma Obra de Luz, e para isto me foi entregue …