Dois Carregadores de Tijolos

Certa vez, dois trabalhadores, que estavam carregando tijolos em uma construção, foram abordados por um repórter. 

O repórter perguntou ao primeiro trabalhador: O que você está fazendo? 

A resposta dele foi a reclamação de que era quase um escravo, subempregado como colocador de tijolos, que passava seus dias desperdiçando tempo, colocando um tijolo em cima do outro.

O repórter fez a mesma pergunta ao segundo trabalhador. 

A resposta do segundo carregador de tijolos, no entanto, foi diferente: – “Sou a pessoa mais sortuda do mundo”, respondeu. E ainda complementou – “Na verdade, sou parte importante numa construção de belas peças arquitetônicas. Ajudo a transformar simples tijolos em delicadas obras-primas.”

Os dois tinham razão. A verdade é que vemos na vida o que queremos vê. 

Se você procura o que é feio, encontrará à vontade. Se quiser encontrar os defeitos das outras pessoas, da sua carreira, do mundo de maneira em geral, não terá dificuldades em fazê-lo. Mas o contrário é igualmente verdadeiro. Se procurar encontrar o extraordinário no comum pode treinar e fazê-lo. 

Este colocador de tijolos vê catedrais em pedaços de tijolos. A pergunta é, você consegue fazer o mesmo?

Reflexão individual:

 

A vida é preciosa e extraordinária. Preste atenção neste fato e, coisas pequenas, comuns, passarão a ter um significado totalmente diferente. Será que podemos perceber a perfeição do Universo em ação?

A extraordinária beleza da natureza? O incrível milagre da vida?

Tudo é questão de arbítrio. Há tanto o que agradecer, há tanto para se contemplar, mas se você quiser, também há tanto a temer, tanto a lamuriar. A escolha é sua.

Lembrem-se queridos :

O Importante não é acrescentar dias à sua vida e, sim, vida aos seus dias.

Compartilhar

Veja Também

Salim e a Loteria

Conhece aquela estorinha do Salim, o turco que queria ganhar na loteria esportiva? Salim entrava …