Capítulo IV – Plantas de poder X Plantas drogas

Primeiramente, desejo explicar que xamanismo é universalismo. Portanto, um xamã não se atém nas âncoras das verdades efêmeras dos pré-conceitos de homens ou tribos, dogmas e tabus, que na verdade têm origem apenas no apego. Nós sabemos que somente as verdades absolutas promovem um acelerado crescimento espiritual. Então, nós, xamãs, sabemos que intuição e razão precisam andar em paralelo.
Ciência e espiritualidade devem fazer parte de todos os dias de sua vida para que você possa adentrar as maravilhas do reino dos céus. A intuição lhe dá a direção, a razão traça o caminho, e pela vontade você alcança. No mundo existe a luz e a ausência de luz. Na verdade, não há sombra, mas ausência da luz. E na ausência da realidade. Pensa demais, racionaliza demais. Assim, enxerga como se houvesse fumaça diante dos olhos e se perde.
Mas quando você se encontra na luz, com a firme coragem de enfrentar e dominar as paixões do coração, silenciar o próprio cérebro e vencer os vícios de uma ver por todas, então sua luz fica ainda maior porque o grande espírito sorri para o filho obediente. Portanto, não concordar com as coisas que lhe desviam da luz é sábio; E enxergá-las é uma grande necessidade da evolução.
Todas as plantas provêm do Grande Espírito, todas são bênçãos. Não há planta_ ruins, e todas foram criadas com funções distintas. Existem as plantas medicinais as plantas de poder e, ainda, as plantas de poder professoras:
. Plantas medicinais: criadas exclusivamente para fins de cura, medicinais. Agem pela química que têm e são geralmente voltadas à ação em um órgão especifico, com rara exceção. Mas medicação usada de forma errada prejudica e causa dependência.

. Plantas de poder: possuem a capacidade de promover a ampliação da consciência e a conexão com o mundo espiritual. Mas elas não lhe guiam. Apenas lhe colocam lá, daí você precisa se valer da bagagem espiritual que já possui para poder caminhar. Infelizmente, a grande maioria da humanidade está apenas engatinhando no que se refere ao mundo invisível.

. Plantas de poder professoras: têm a capacidade de promover a ampliação da consciência, a conexão com o mundo espiritual e ainda lhe guiam por este mundo e lhes ensinam muito. Por isso são professoras! A ayahuasca é a rainha das plantas de poder nesta era em que vivemos.

A PLANTA DE PODER

A planta de poder se caracteriza pela capacidade de causar alterações de consciência de a quem a utiliza. Ela não causa qualquer dano físico ao usuário e, ainda, pode chegar a reativar por completo órgãos danificados ou mesmo, em certos casos, reativar totalmente órgãos que não funcionavam mais.

Outra característica importante é que a planta de poder possui elementais masculinos e femininos igualmente. Por isso ela causa o equilíbrio! Assim ela age no homem mais no lado masculino e menos no feminino, pois a natureza do homem e’ maior no lado masculino e menor no feminino. Energia masculina é criação e circula principalmente nos braços e tórax. Por isso o kambô, nos homens, é aplicado nos braços. Na mulher ela age mais no lado feminino e menos no masculino, pois a natureza da mulher é maior no lado feminino e menor no masculino. Energia feminina é recepção e circula principalmente nas pernas. Por isso, nas mulheres, o kambô é aplicado nas pernas.

Uma característica importantíssima é o fato de uma planta de poder jamais causar dependência em quem dela faz uso. Ela jamais viciará ninguém, pois age pela energia que tem e não pela química que possui. Tanto que mesmo as leis cientificas não conseguem enquadrar uma planta de poder na classe das drogas! Esta é a razão pela qual o organismo jamais oferece resistência a uma planta de poder, ou seja, os efeitos que lhe causam 50ml de ayahuasca hoje serão os mesmos efeitos que lhe causarão 50ml da mesma ayahuasca depois de 20 anos! O que muda é apenas o nível de experiências espirituais, jamais os efeitos.

Outro detalhe é o fato de toda planta de poder promover, sempre que houver necessidade, a limpeza física e energética do canal ou corpo que a usa, pois a luz não habita em templo sujo. A planta de poder conecta quem a usa com a sensitividade e com as energias do espírito. Ela promove, cada vez mais, a abertura e o alinhamento dos chacras. Assim, seu usuário começa a aumentar muito o SENTIR. Começa a compreender pela intuição e basear suas certezas na luz em que passa a viver… Ele sabe o caminho que deve seguir porque SENTE, não porque a razão assim definiu. Nos trabalhos de consciência ampliada com ayahuasca, você sempre tenderá a manter contato direto com o seu eu interior, com a sua essência. Verá a si mesmo por dentro, com todas as mazelas e qualidades que possui. Adentrará o mundo das causas e quebrará os véus da ilusão, o que lhe manterá na verdade (ver + dado = dado à visão).

Há muitas plantas de poder, mas cito como exemplos seguros: ayahuasca, peiote e watchuma. Além das plantas, há também alguns tipos de cogumelos, mas a grande maioria é apenas medicinal. Se utilizados da forma errada, prejudicam muito. Um cogumelo poderoso, muito forte mesmo, é o que nasce no guano (nome dado às fezes dos morcegos). Mas, ao contrário da ayahuasca, ele não guia nem ensina.

As PLANTAS MEDICINAIS

Toda planta é natural, provém de Deus. Mas a ciência do correto manuseio também é natural e provem do mesmo Deus. As plantas medicinais também têm por característica o fato de serem capazes de alterar a consciência do usuário, mas ás custas de donos físicos e seqüelas em médio prazo. Essas conseqüências danosas já foram comprovadas cientificamente pela medicina comum, mas principalmente pela medicina espiritual.

Outra característica de uma planta medicinal é que ela possui apenas um tipo de elemental ou energia, masculino ou feminino. Pois, espiritualmente falando, nós, xamãs, sabemos que mesmo a energia das doenças tem características masculinas ou femininas. Essa é uma das razões pelas quais um curador precisa conhecer bem as plantas de energias masculinas e femininas. Utilizadas forma inadequada, as plantas medicinais causam sérios danos no corpo energético de quem as usa. Veja, por exemplo, a cannabis sativa, também conhecida como maconha ou santa maria, que possui elemental apenas feminino. O uso correto dessa planta medicinal é a extração do óleo de sua raiz e sua aplicação, como uma pomada, na superfície da pele. Apenas em caso de glaucoma ela poderá ser pitada, mas no máximo, três vezes. Se a maconha for tragada (pitada), ingerida como chá ou bolo, ela irá lhe causar, em curto prazo, graves danos fisiológicos.

A maconha afeta com muito mais rapidez o homem que a mulher. Ela causa, rapidamente, graves danos ao chacra sacral, provocando cada vez mais no homem usuário um desinteresse pelo sexo feminino e pode, sim, levar à impotência sexual. Podem observar que as mulheres que fazem uso incorreto da maconha ou santa maria sofrem os efeitos danosos mais vagarosamente, ao passo que os homens usuários se sucumbem com muito mais rapidez. Já a cocaína possui apenas energia masculina. Mesmo sendo apurada em laboratório, sua energia em nada se altera. Observem que as mulheres que usam incorretamente a cocaína sofrem os efeitos danosos com muito mais rapidez que os homens usuários. Por ser a coca uma planta de energia exclusivamente masculina, ela causa, de imediato, uma espécie de curto circuito no campo energético feminino, chegando a fechar por completo os chacras de uma mulher.

Mas, tanto no homem como na mulher, o THC da maconha mata os neurônios, causando letargia cerebral e lapsos de memória (veja capítulo científico nesse livro sobre a maconha e seus efeitos). Esta planta medicinal, quando utilizada inadequadamente, promove uma conexão cada vez mais intensa com o estado de beta, com a lógica, com o raciocínio cru, pois devido ao atrofiamento dos chacras, ela diminui a sensitividade ou mediunidade de quem a usa. Neste aspecto a maconha ou santa maria é implacável. Como eu já disse, em algumas línguas indígenas, maconha significa “planta que te prende”. Quanto mais você a usar, mais ficará sujeito às freqüências terrenas ou baixas. Lembre-se, leitor: tudo no universo é freqüência, tudo vibra. Se a sua freqüência abaixar, ficar grosseira, que tipo de entidades do mundo invisível poderão acessar você?

Outra característica é que o uso incorreto da planta medicinal causa dependência ou vício, coisa que uma planta de poder jamais causará. Aquela idéia de que a cannabis sativa é uma droga leve é apenas uma justificativa mentirosa criada pelas mentes já viciadas. A maconha causa fortes seqüelas já no primeiro ano de uso, vicia com rapidez e é atualmente a principal porta de entrada para as drogas mais fortes. Ela danifica a parte do cérebro responsável pela manifestação da vontade em ambos os sexos, deixando o usuário letárgico, com o raciocínio lento e, principalmente com tendências acentuadas para a preguiça.

A maconha é natural, mas seu uso incorreto é antinatural e desrespeita os princípios da criação. Tanto que o corpo do usuário sabe disso, e em pouco tempo começa a rejeitar o THC da maconha, oferecendo grande resistência à droga. Mas a mente usuária geralmente despreza o aviso que o corpo dá, insistindo em doses cada vez maiores para ter alguma alteração de consciência. O usuário chega inclusive a optar por substituí-Ia por drogas mais fortes! Entre as plantas medicinais muito utilizadas de forma errada na atualidade, cito: maconha (santa maria) e cocaína. Deixo claro que os verdadeiros xamãs utilizam somente plantas de poder ou plantas de poder professoras para exercícios de consciência ampliada. Plantas medicinais são apenas para uso medicinal. Sabemos que o uso incorreto de tais plantas sujas e denigre tanto o corpo como o espírito do homem. E isso é muito grave porque temos a consciência de que o homem é o templo vivo de Deus, mas Deus não habita em templo sujo.

ALGUMAS CONSTATAÇÕES SOBRE AYAHUASCA.

A dose letal (DL) é a quantidade de uma substância que, uma vez ingerida, leva ao óbito. A DL da água é 10 litros: se você ingerir de uma só vez 10 litros de água pura, o risco de óbito é quase 100%. A DL da ayahuasca é 7,8 litros, ou seja, uma pessoa precisa ingerir de uma só vez 7,8 litros de ayahuasca para que ocorra o risco de óbito. Percebe a similaridade entre a água e a ayahuasca? Contudo, aqui no Instituto Espiritual Xamânico Céu Nossa Senhora da Conceição, você vai ingerir, para um trabalho de consciência alterada de 12 horas, no máximo 200ml de ayahuasca. A dose letal da ayahuasca é muito similar à dose letal da água! A DL do suco de maracujá puro é 8 litros. E, finalmente e mais impressionante, a DL do uísque, que tanta gente bebe, é de apenas 1 litro. Se você ingerir de uma só vez 1 litro de uísque, você corre risco de óbito. A nossa cachacinha brasileira é muito similar ao uísque! Entendem o que isto significa? Um litro de uísque tem mais toxinas que 7,8 litros de ayahuasca.

Outra forma de estabelecer cientificamente o grau de toxidade de uma substancia é ministrá-la em 5 cobaias em doses de 1 grama por quilo. A substância é considerada inócua se não causar danos fisiopatológicos na quantidade de até 5 gramas. Para a ayahuasca, essa marca foi consideravelmente ultrapassada, pois chegou a 5,8 gramas por quilo, sem qualquer tipo de efeito danoso.

Foram também aplicados os testes psiquiátricos recomendados pela ortodoxia científica: o CIDI (Composite International Diagnostic Interview) com os critérios do CID 10 e DSM IIIR.c; e o TPQ (Tridimensional Personality Questionnaire). Constatou-se, em relação aos dos dois grupos separados para esta pesquisa científica (o grupo dos “usuários de ayahuasca» e o grupo dos “não usuários de ayahuasca»), que os usuários de ayahuasca mostravam-se mais reflexivos, resistentes, leais, estóicos, calmos, frugais, ordeiros e persistentes. E, ainda, mais confiantes, otimistas, desinibidos, despreocupados, dispostos e enérgicos. Exibiam também alegria, determinação e confiança elevada em si mesmos. E, contrariando as especulações de que a ayahuasca enfraquece a memória, os testes neuropsicológicos constataram cientificamente que a memória do grupo dos “usuários da ayahuasca» teve um desempenho significativamente melhor que a do grupo dos “não usuários de ayahuasca”.

Compartilhar

Veja Também

TRAGÉDIA POR MEMBRO DA SEITA “SANTO DAIME” – Jornal A Gazeta

TRAGÉDIA POR MEMBRO DA SEITA “SANTO DAIME” Data: 07 de Janeiro de 2004 às 16:47:31 …