Capítulo XIII – Como aconteceu a passagem da Madrinha Genecilda

Faço questão de expor neste livro como foi a passagem da madrinha Genecilda, a única mulher que amei nessa vida. Aqui você, leitor, vai poder ver claramente a falta de luz deste povo que compõe o Cefluris. O quanto esse povo que fica defendendo e difundindo as drogas é baixo, medíocre. Neste capítulo, você saberá como eles agiram durante o falecimento de minha esposa, inclusive durante o velório dela. Mesmo em uma batalha, precisa existir honra. Posso compreender o fato do Cefluris e seus componentes terem uma grande aversão à minha pessoa, afinal sou eu quem começou a desmascarar a fraude que eles vêm sendo e as enganações que vêm pregando. Contudo nunca inventei história nenhuma para denegrir o Cefluris ou o padrinho Sebastião. Eu fui atrás dos fatos e só falei a verdade. Tudo que falo sobre o Cefluris e o Sebastião provo adiante de qualquer tribunal. Eu com, bato a mentira mostrando a verdade. Mas esse povinho defensor das drogas e do Cefluris, esse povinho da santa maria, é mesmo dissimulado e vive em mentiras. Agora vou mostrar a você como eles são e como eles agem.

Minha amada esposa Genecilda fez a passagem de uma forma brusca. Foi assassinato e doeu demais. Somente com um espírito guerreiro e o senso de responsabilidade com as obras que vêm do Alto para nos manter firme neste momento tão atribulado. Mas DEUS nos dá o frio de acordo com o cobertor, sei que posso superar e vencer mais esta vez. Estávamos em um ritual de xamanismo com inúmeras pessoas. Já era de madrugada do mês de julho de 2006 e, minha esposa pegando um carro foi comprar um analgésico na farmácia 24 horas do posto Petropen, que fica no município. Horas depois chegou uma viatura policial e nos deu a notícia de que ela havia sofrido um acidente e havia falecido. Passado um tempo a polícia falou o que realmente havia acontecido: ela fora assassinada. O choque foi intenso e por alguns minutos me deu um branco, fiquei sem reação. Mas me recuperei em seguida. Conheço minha esposa, dominar aquela mulher não é nada fácil, ela sempre foi uma leoa. Acredito que aconteceu um assalto seguido de morte, já que dela desaparecera dinheiro, carteira e jóias. Muitos crimes vêm acontecendo aqui neste vale, recentemente assassinaram em Registro um policial civil com muitos tiros. Um dia saberemos da verdade. Não foi fácil, tive que esquecer da própria dor e me lembrar daqueles que estavam participando do ritual. As filhas de minha amada esposa, Isis e Tatiana, também estavam presentes no ritual. Que momento difícil! Mas eu já havia sentido o mesmo sentimento séculos atrás no grande massacre. Não desejo isso a ninguém.

Usando a mesma forma de agir que os policiais usaram, orientei aos fiscais da casa que dissessem aos demais que ocorrera um acidente de carro e que a madrinha falecera, assim seriam poupados aqueles que estavam se iniciando no caminho. Amanhecendo procurei saber de fato o que havia acontecido. Constatamos que desapareceu dela um colar de ouro, um anel de ouro com dois diamantes e um rubi, a carteira com dinheiro e que havia um pneu furado de forma estranha. Talvez tenha sido vítima de um latrocínio, talvez não. Aqui ainda é mundo de provas. O fato de andar na luz não o livra de passar por tais coisas. O próprio Mestre Jesus passou por isso. Seus apóstolos e todas as grandes mentes de LUZ que vieram pregar o amor neste mundo também se sujeitaram a tais coisas. A vida neste mundo ainda é assim. Poderia ter sido comigo, com você ou com outro ainda. Mas isso não importa agora. Os caminhos do DEUS PAI são estranhos aos olhos dos homens, mas tudo sempre ocorre da forma certa independentemente de nós entendermos ou não. Então pedirei ao GRANDE ESPÍRITO que a fúria não tome conta de meu espírito, que o rancor não ache casa em meu coração, que minhas mãos não estejam manchadas com sangue inocente quando a verdade vier à tona. Conheço os limites de minhas forças e sei bem do que sou capaz. Me manterei na retidão e na humildade como sempre fiz. Enfrentarei toda a situação com a coragem e bravura que sempre tive e que são típicas dos filhos da luz. Aguardarei no SENHOR, pois é nesta rocha que descanso.

Informei ao delegado de Pariquera-Açu que conheço os procedimentos legais quando no caso de assassinato e que cooperaria de todas as formas. Forneci eu mesmo a relação de todas as pessoas presentes durante o ritual no dia do ocorrido, com nomes, telefones e endereços de todos. Também pessoalmente informei ao delegado que minha esposa e eu sempre pagamos seguro de vida, mesmo antes de nos conhecermos já fazíamos assim pela segurança da família. Que aproximadamente há dois anos nós resolvemos fazer novos seguros de vida onde nossos filhos e enteados estariam como beneficiários. O meu seguro de vida é de quase dois milhões de reais e o de minha esposa é de um milhão. Mas em ambos os seguros os beneficiários eram nossos filhos. Aos poucos fomos informando as pessoas que não se tratou de um acidente, mas sim de um assassinato. Deixamos a lei seguir o seu curso, mas segundo minha opinião, houve falhas na investigação policial desde o princípio. Coisas que talvez tivessem feito grande diferença.

Alguns parentes que durante estes três anos ao menos nunca sequer telefonaram para a minha amada esposa Genecilda, nem sequer para dar um bom dia assim que ficaram sabendo do óbito já conversaram sobre se haveria herança com a morte dela. Pessoas mesquinhas não respeitaram nem mesmo a nossa dor e já olhavam se lhes sobraria algum dinheiro com isso. Como que pessoas assim conseguiram ser parente de uma alma de tanta luz como a minha amada esposa Genecilda? Quão grande missão minha amada já nasceu!

As próprias filhas da Genecilda, que moram aqui neste Céu e que estavam presentes no dia da passagem, Tatiana e Isis (minhas enteadas), indignadas, responderam a eles lhes chamando a atenção e dizendo algumas verdades bem às claras. Mas pelo menos este povo foi autêntico, assinava embaixo.

Mas agora é que começarei a narrar as atitudes do povinho do Cefluris e com agiram. No orkut, algumas pessoas indignadas com as verdades sobre o padrinho Sebastião Mota de Melo, as drogas e o comércio existente dentro do FALSO SANTO DAIME Cefluris, que venho, expondo com tanta clareza há três anos, pessoas que defendem o uso e liberação das drogas ou o comércio com trabalhos espirituais em beneficio próprio, criando e-mails falsos para que não fossem responsabilizados ou encontrados, postaram na internet boatos mentirosos inventados por pura maldade, como “Gideon suspeito de assassinato de sua esposa”. Infelizmente nos grupos do IG e do Yahoo, e também no próprio orkut, você pode criar um monte de e-mails como se fossem outras pessoas. Eles não exigem sequer o CPF da pessoa e não há nenhuma verificação da autenticidade das informações fornecidas pela pessoa que está criando um e-mail novo. Então, escondido por trás de uma identidade falsa, se passando por alguém que na verdade não existe, qualquer um poder ir a um cibercafé e enviar falsas denúncias e mentiras sobre pessoas ou entidades. É a mesma tática que usaram os concorrentes da Coca-Cola quando lançaram aquele boato de que uma pessoa que estava tomando uma coca geladinha em uma lanchonete encontrou o pedaço de um dedo humano dentro do refrigerante.

Assim eles conseguem caluniar, difamar e mentir à vontade, sem que possam ser responsabilizados pelas mentiras, calúnias e difamações que pregaram. Mentirosamente eles colocaram na internet que eu era o suspeito do assassinato de minha esposa e que o seguro dela estava inclusive no meu nome. Que golpe baixo, que povo ardiloso. Esse povinho desconhece de fato o significado da palavra honra. Todas essas personalidades fantasmas e calúnias foram criadas apenas para ver se conseguiam manchar minha imagem e a imagem do Céu Nossa Senhora da Conceição que tanta milhares de pessoas vêm ajudando ao longo destes três anos. O intuito das calúnias e mentiras ditas anonimamente por este povinho das drogas é que eu parasse de alertar ao mundo sobre o Cefluris que usa drogas dentro e fora dos rituais de SANTO DAIME, queriam que eu parasse de demonstrar as verdades sobre o padrinho Sebastião Mota de Melo ter sido apenas um viciado em drogas e que ainda sujou o nome do SANTO DAIME, traindo o mestre Irineu.

Pensaram que eu ia desanimar, me abater, desistir da missão espiritual que assumi. Mas vendo toda esta podridão vinda deste povinho tudo isso só me fez ainda mais decidido em combater as drogas dentro do SANTO DAIME. Aqui tem um espírito velho, um guerreiro do coração. A grande quantidade de energia que foi liberada pela emoção do ódio que senti por esta situação, eu canalizei para realizações construtivas, de forma que as obras que iríamos realizar em cinco anos, agora serão realizadas em ,dois anos e meio.

A concretização destas obras é o presente que ofereço a minha falecida, mas muito amada esposa Genecilda. A única mulher que realmente amei nessa vida. Esta atitude também será uma das minhas repostas a estas falsas personalidades por detrás dos falsos e-mails, vindos deste povinho medíocre e desonrado, que desconhecem por completo as virtudes do espírito e os benefícios da luz. De agora em diante, estarei muito empenhado nas novas construções e no cumprimento das metas determinadas. Então deixei este povinho falar sem lhes dar qualquer importância, que é o correto. Mas para toda ação existe uma ou mais reações, para esses que falaram de minha esposa, da idoneidade de nosso casamento e ainda tentaram criar uma situação onde eu estaria como suspeito de sua morte, alegando mentirosamente inclusive que o seguro dela estava no meu nome e não no nome de nossos filhos. Portanto agora é questão de honra, coisa que eles desconhecem. A coisa foi muito longe, apoiando-se no anonimato, nas mentiras e na hipocrisia, eles transpassaram todos os limites do permitido, pois acreditavam que estavam escondidos no anonimato, mas sei quem são, aonde moram e o que fazem, cada um deles. Foi muito fácil saber. Em relação a estas pessoas, 2007 será um ano justo. Sei que meu tempo aqui pode ser pequeno, pode estar no fim. Pois com a publicação deste livro e a aquisição das novas e gigantescas terras, terei cumprido 100% a minha missão. Mas isto não faz diferença, isto não me afeta. A ausência de um corpo físico me faz ainda mais forte.

No momento, preciso cuidar que sejam cumpridas as metas que tracei para os próximos anos e vou olhar para estas pessoas com toda a atenção e farei destas um exemplo a olhos vistos. Armas das trevas são fofocas e picuinhas, pois não passam de borra-botas e firmas falidas. Mas eu ando com a luz e o poder está apenas na luz. Existe algo que este povo sórdido desconhece, este algo se chama “honra”. A honra é do espírito, não pertence a carne. A partir de junho de 2007, verão II peso da honra de um espírito xamã. Os vermes que vivem no lodo têm muito que aprender com este povo. Sei bem das implicações do que aqui acabei de escrever. Mas faço questão de deixar aqui registrado as minhas palavras e por isto eu as escrevi de forma que em nada poderão afirmar, mas entenderam muito bem a mensagem. Fazer destes um exemplo a todos é a palavra final do Leão Dourado, do Búfalo Branco, do Dragão Branco, da Baleia Azul, do Urso Pardo e do Lobo. Também sobre a passagem da madrinha Genecilda, minha amada esposa, há o acontecimento citado abaixo:

Esta história envolve dois homens, os quais eu e minha esposa recebemos com carinho e inclusive ajudamos muito até materialmente sem nada pedir em troca. Um chama-se Francisco, que mora em Santos e, segundo ele mesmo, freqüentava o Cefluris. Apareceu aqui trazendo uns cogumelos e se dizendo já ser um espírito muitíssimo velho remanescente do continente de Atlântida. Eu e minha esposa desconsideramos tais besteiras vindas de um ego muito forte e lhe estendemos as mãos, na esperança de que ele acordasse. Já o outro homem, Paulo, músico de São Paulo, eu realmente tive esperança de que ele se firmasse na LUZ, mas se entregou ao ego infelizmente. Escolheu continuar na ilusão de que é um profeta, vidente, falando muito da vida de todo mundo, mas, o que é pior, andou explorando comercialmente os trabalhos espirituais, querendo se enriquecer através da ayahuasca. Que pena, pois eu realmente gostava deste Paulo. Mas ambos tiveram seus intentos materialistas e egoísticos totalmente frustrados, devido à seriedade e ao zelo dos princípios da luz que mantêm o Céu Nossa Senhora da Conceição, onde não se admite comércio com o sagrado ou drogas com as plantas de poder.

Então se aproveitaram maldosamente do momento difícil para todos nós, que foi o falecimento de minha amada esposa Genecilda, madrinha desta obra, em julho de 2006, para inventar uma profecia. Eles profetizaram, às escondidas, a várias pessoas que freqüentam este Céu e aqui estavam para o velório, que “as trevas haviam entrado no CNSC e que até o final de dezembro de 2006 aqui não mais haveria trabalhos espirituais e nem igreja, pois até as terras já seriam de outro dono?”, Esses dois, que se julgam “espíritos evoluidíssimos”, disseram isso a muitas pessoas, que inclusive confirmam o que estou dizendo exatamente do jeitinho que estou escrevendo, até adiante da lei. Foi uma atitude sórdida, muito baixa e eles só tiveram essa oportunidade porque nós (Gideon e Genecilda) os amamos e os ajudamos como irmãos. Deus sabe quanto ajudamos esses dois sem nada pedir em troca. Bom, após a profecia desses “dois iluminados” e “mensageiros supremos da luz”, nós, meros mortais do CNSC, com humildade, muito trabalho e pouca conversa, pela graça e misericórdia do Grande Espírito apenas, prosperamos da seguinte forma de julho a dezembro de 2006:

  • Aumentamos nossas igrejas irmãs de 11 para 57 até dezembro e já estamos agora em 6 estados do Brasil. Acredito que terminaremos o ano de 2007 com mais de 100 igrejas irmãs;
  • Construímos um salão ritualístico xamânico para 2.000 pessoas em pé e que já foi utilizado na passagem do ano em um ritual maravilhoso;
  • O número de participantes em nossos trabalhos espirituais aumentou tanto, mas tanto, que teremos de iniciar logo a construção da nova igreja com capacidade para 1.000 pessoas sentadas, a qual iríamos construir somente em 2008;
  • Em julho nós distribuíamos aproximadamente umas 30 cestas básicas por mês. Mas daí para dezembro isto aumentou para 60 cestas básicas por mês. Há meses em que chegamos a distribuir 90 cestas básicas às famílias necessitadas da região;
  • Realizamos o que acredito ser o maior batizado da história do SANTO DAIME, do qual foram batizadas de uma só vez, 126 pessoas, sem contar às crianças que não assinaram o livro. Já temos uma fila ainda maior aguardando o próximo batismo;
  • Conseguimos repassar a ayahuasca produzida aqui e muito concentrada para as igrejas irmãs, não só a R$ 27 o litro, como sempre fizemos, mas agora também cm três vezes sem juros;
  • Estamos com mais de 350 pedidos para o próximo fardamento deste Céu santificado;
  • Ampliamos e melhoramos os banheiros daqui com pisos no chão e paredes, 20 vasos sanitários, 6 chuveiros, 8 pias e 1 mictório;
  • Pessoas de todo os estados do Brasil e até de outros países ligaram tentando participar do curso para padrinhos e madrinhas ocorrido em no final de dezembro de 2006, que teve grande número de inscritos;
  • Nosso site foi traduzido para espanhol e inglês. Agora está na internet em três idiomas. Também foram acrescidos em nosso site vídeos de nossas palestras, rituais e cursos para serem assistidos por você em casa;

Olhe só quanta prosperidade realizada poucos meses após as profecias egóicas de Paulo e Francisco. Em relação ao Paulo, vi ganância e ingenuidade, pois ele chegou mesmo a estipular uma meta financeira de ganhar dois mil reais por mês com os trabalhos espirituais com ayahuasca, desconsiderando as conseqüências desta atitude. Já em relação ao Francisco de Santos, vi maldade e hipocrisia, pois ele inveja o sucesso e a vitória daqueles que se esforçam até alcançarem o êxito, ao invés de se esforçar para sair da derrota em que vive. Francisco de Santos, você está tão preocupado em ficar afirmando para os outros que você já é um evoluído antigo espírito de Atlântida, que desconsidera a realidade de estar desempregado a oito anos viver em crises. A sua realidade mostra exatamente quem é você. Assim como a realidade deste Céu santificado mostra exatamente quem somos! Afirmo em alto e bom tom: muito cuidado com aqueles que gostam de ficar profetizando e demonstrando vidência. Em geral, são pilantras e fracassados, pessoas com grandes frustrações pessoais e profissionais, pessoas puramente ligadas à matéria. Em verdade, são apenas vítimas do próprio ego enorme, que os domina completamente.

OBS: Hoje, 21 de abril de 2007, o livro já está entregue na editora e juntamente com mais dois irmãos, aumentamos as terras da fazenda Céu Nossa Senhora da Conceição, de 150 alqueires para 40.000 alqueires

Compartilhar

Veja Também

TRAGÉDIA POR MEMBRO DA SEITA “SANTO DAIME” – Jornal A Gazeta

TRAGÉDIA POR MEMBRO DA SEITA “SANTO DAIME” Data: 07 de Janeiro de 2004 às 16:47:31 …