Afirmo sobre Hippolyte Leon Denizart Rivail, mais conhecido como Allan Kardec

Afirmo sobre Hippolyte Leon Denizart Rivail, mais conhecido como Allan Kardec, a quem tanto admiro por sua coragem, bom coração, capacidade de ação e intelectual, que:

– Algumas de suas mensagens, mesmo hoje são como a luz e o norte de milhares de vidas a começar pela minha própria – “Fé inabalável é aquela que encara a razão frente a frente em todas as épocas da humanidade” – “Fora da caridade, não há salvação” –“ Nascer, Viver, Morrer, Renascer ainda e progredir sem cessar, tal é a Lei”. 
Pedagogo, professor, autor, tradutor e célebre escritor, de 1835 a 1840 fundou em sua casa à rua de Sèveres, cursos gratuitos de química, física, anatomia comparada e astronomia. Sem dúvida um homem extraordinário! Como não admirar alguém assim?

– Que teve como grande amigo o astrônomo francês Nicolas Camille Flammarion, o qual ajudou a escrever o livro da “Gênese” segundo Allan Kardec. Mais tarde, Camille Flammarion confirmou que aquilo que havia dito para o livro, era o conhecimento que ele tinha na época, o que ele pensava ser verdade e acreditava, mas que não veio por meio de espíritos, que não houve entidades espirituais revelando conhecimentos, que tudo aquilo não veio por intervenção mediúnica de espíritos.  

– Que muito do que escreveu em sua fascinante obra “O Livro dos Espíritos”, foi escrita por sua personalidade, por intervenção racional e não espiritual. Escrito segundo o que ele acreditava e imaginava na época. Tanto que Allan Kardec mantinha uma mente racista segundo os padrões sociais da época, o qual considerava como crença, e evidencia a epiderme escura dos negros e índios como uma marca incontestável de que eram inferiores mental e espiritualmente. Fato preconceituoso este da sociedade da época e que Allan Kardec participou, tanto que o registrou em seu livro como sendo de cunho espiritual. Se o livro dos Espíritos fosse 100% oriundo do plano espiritual, isso não sucederia, pois após o desencarne, independente para onde segue o espírito, se umbral ou planos de luz, ele experiencia o Amor e a Felicidade que é o Deus Absoluto. O espírito segue para o plano de sua frequência com milhões de espíritos similar à sua frequência. Por isso se sente em casa, lá ele é aceito por todos bem como aceita a todos, ele é amado por todos bem como ama a todos.

Compartilhar

Veja Também

INVESTIGAÇÃO DA REVISTA SUPER INTERESSANTE

Nunca tinha procurado saber fosse o que fosse sobre um dos espíritas mais falados de …