Respostas de Inúmeras Pessoas – Questão 07

7 – Acredita que existe o inferno, que é para onde vão as pessoas más após morrer, desencarnar? ( ) Sim ( ) Não – Por que desta sua resposta?

 

7 – M.N. – Não. Se existisse inferno Deus não seria absoluto, não seria o Puro Amor Incondicional, acreditar no inferno é negar que Deus é Amor, é dizer que Ele julga e condena, é afirmar que Deus tem desejos, vontades e pune aqueles que não seguem suas ordens e castiga as pessoas “más”.

7 – M.R. – Não, porque não acredito em punição após a morte. Acredito que após a morte, todas as pessoas são felizes, independente se praticaram maldades aqui na Terra.

7 – D.T.S – Não, não há tal coisa porque deus é absoluto, amor. Hitler foi mau na visão de muito, mas na visão dos alemães de sua época ele foi um herói. Quem é mau e quem é bom?

7 – R. – Não. Não faz sentido, torturar quem errou é um erro ainda maior.

7 – T.G. Não. Impossível acreditar em um lugar assim. A mente que criaria um local assim teria de ser muito cruel e sádica.

7 – B.Z. – Não, de jeito nenhum! Onde estaria o amor de Deus se isto fosse verdade? Além do mais ser bom e ser mau é somente questão de ponto de vista. O PT é um vírus para o Brasil, mas tem quem goste!

7 – M.N.N. – Não. Se acreditasse nisso não poderia acreditar no Absolutismo e Amor de Deus. Como nosso Pai Criador, Deus, criaria um mau tão grande que não pudesse me libertar? Eu no meu ainda imperfeito e limitado modo de amar não faria isso para um filho meu, não o castigaria eternamente por um erro cometido por sua ignorância. Não consigo compreender e aceitar que Deus em sua perfeição seria capaz de feitos como inferno. Isso é criação de uma mente limitada.

7 – R.V. – Não acredito.

7 – B.D. – Não. “Todos somos um, Um somos com o Todo” então se sou a essência do divino absoluto não existe inferno pra onde deuses filhos vão para ser castigados após morrer.
Até deva existir um inferno, mas dentro daqueles que o cria e se lá se trancam por livre e espontânea vontade.

7 – C.S.D. – Não. O inferno que a maioria das pessoas pensam não, acredito que todos depois do desencarne vão para lugares de acordo com seu nível de vibração.

7 – M.M.O. – Não. Definitivamente, isto é mito que igrejas criaram para aprisionar o homem, no sentimento de medo e de culpa. Deus é AMOR, ABSOLUTO e FELICIDADE, não poderia ser AMOR, ABSOLUTO e FELICIDADE, se existisse o inferno.

7 – C.A.G. – Não. Porque não tem sentido. Se não existissem as pessoas más não poderíamos ter uma experiência aqui na terra que fosse profunda o suficiente para confrontar com o Bem. Penso que é o confronto que faz com que nós nos identifiquemos cada vez mais com o Amor e Felicidade que somos e vamos nos orientando a buscar este caminho, nos forçar a relembrar. Enfim, as “pessoas más”, embora difícil de aceitar, nos fazem um grande bem, estão todas nos planos do Universo, nos planos de DEUS, até mesmo as pessoas más são o próprio DEUS.

7 – E.M. – Não. Como crer em uma condenação e exclusão ditada por um Ser que é Absoluto? No máximo, o que pode existir é um plano mental que criamos e lá confinamos os atos que nos envergonham por acreditarmos ser um pecado. Para o inferno existir, teria que ser criado pelo Absoluto. Se Ele é Absoluto, só pode criar Perfeição. Dor, punição, castigo não são criações Divinas, portanto, não existem!

7 – A.N. – Absolutamente não. Como poderia existir um local de sofrimento eterno se Deus é Absoluto, Amor e Felicidade? Claro que não poderia! Essa invenção do inferno foi coisa de igrejas e governos para incutir na humanidade os sentimentos do medo e da culpa e assim manter a humanidade com cabrestos. Manter você com medo é a forma mais simples de manter você dentro de uma igreja.

7 – M.F.G. – Não. Como posso acreditar em algo que não existe. Toda essa estória de inferno foi criada pelas religiões como meio de aprisionar e botar terror nas grandes massas.

7 – R.R. – Não. Hoje não acredito mais, porém, já acreditei. Já acreditei também, nas infradimensões de uma determinada escola.

7 – V.L. – Não. Acredito que tenha sim um lugar onde você refletirá sobre suas malfeitorias.

7 – J.J. – Não. Com o senso comum de justiça humana, seria necessário pagar o sofrimento com sofrimento, sinto como homem que seria justo sofrer na mesma medida em que se fez sofrer; o que não concordo mesmo é que se sofra eternamente, esse pagamento seria maior que qualquer dívida. Porém, talvez haja outra forma de trazer o homem para o caminho correto. Não acredito na lei da causa e consequência porque estou cansado de ver vigaristas muito bem e gente de bem sofrendo.

7 – I.T. – Não. Porque nem quando criança conseguia acreditar nessa historinha para boi dormir, quanto mais agora.

7 – J.A. – Não. Hoje não acredito.

7 – F.G. – Não. Para mim é muito claro que isto é uma mentira para colocar medo nas pessoas e assim controlar com facilidade, história pra boi dormir.

7 – A.S. – Não. Acredito no estado de consciência.

7 – M.A.T. – Não. Já acreditei. Agora entendo e compreendo que inferno não existe, pois Deus não precisa de débitos ou leis espirituais para ser absoluto.

7 – M.C. – Não. O absolutismo de Deus ficaria em questão se acreditasse em inferno.

7 – R.M. – Não. O inferno é o não despertar para sabedoria, pois sabendo que o mundo é ilusório o espírito pode se prender em imaginações e não evoluir.

7 – F.L.B. – Não. Já acreditei em umbral, infernos, por teorias baseadas em livros do Samael (gnose), Espiritismo e alguns livros ilusórios. Hoje compreendo que quem julga somos nós a nós mesmos, devidos às crenças do passado, impostas principalmente no início de nossa educação por nossos familiares.

7 – B.C. – Não, pois não existe inferno e nem umbral, existem as escolhas, as pessoas “más” apenas tiveram escolhas que não funcionam, Deus é amor não há nenhuma forma de julgamento.

7 – H.J. – Não. Deus é amor. A existência de inferno não se sustenta diante do amor absoluto.

7 – M.S.
 – Não. Porque aprendi com você Gideon que não é assim.

7 – P.E.D. – Não. O inferno é a personificação do mau, na medida em que não existe mal, não há julgamentos e castigos.

7 – M.F. – Não. Gostaria de entender melhor se realmente não existe um plano espiritual em que haja sofrimento. Não por débito espiritual, mas também por escolha do próprio espírito, assim como há na Terra.

7 – S.G. – Sim. O Inferno é criado pela própria pessoa.  E a vivência do inferno após a morte funciona pela aplicação dos atos que o agente realizou aqui na terra. Penso que após a morte a consciência será ampliada a viver aquilo que vive hoje, ou seja, se  ela é feliz aqui será lá e vice versa… apenas que com a ausência da matéria será a sensação multiplicada.

7 – I.P. – Não. Mas cresci achando que era assim. Quando criança não podia falar certas palavras, se as dissesse iria para o inferno após a morte. Tudo era pecado.

7 – C.C.A.A. – Sim e não. Não tem como saber com certeza absoluta o que tem depois da morte. Existem crenças que diz que tem e outras que não. Tanto uma resposta quanto a isso. É tudo crença, não tem com absoluta certeza saber dos dois fatos. Qualquer resposta é especulativa. Neste caso eu resolvi esta questão da seguinte forma. Não importa para onde vá o que importa é o que fazemos aqui e agora. Eu vou fazer o bem independentemente se terei ou não um prêmio no final. É meu dever ser bom. E mesmo se chegar minha hora e eu descobrir que tem um inferno do outro lado e que eu fui direto para lá. Não importa, continuarei sendo sempre o que sou bom, e alguém que sempre busca a Deus. Eu brinco com amigos cristãos fanáticos que fazer o bem no inferno é pedir para ser expulso de lá.

7 – L.A.P. – Não. O inferno não é um lugar, é um estado de consciência do homem e que em algum momento nos força a retornar para o estado original, que é harmonia e felicidade de acordo com a lei do amor, divina e absoluta.

7 – M.C.Q. – Não. O inferno, como citado na pergunta, não passa de uma má interpretação das antigas escrituras, uma vez que estas são repletas pela linguagem Cabalística e Simbólica, inerentes ao conhecimento Judaico da época em que os textos foram escritos. Na verdade, o conceito de inferno simboliza um estado de consciência do ser humano, este podendo ser o remorso, culpa ou a frustração.

7 – A.C.Z. – Não. A experiência do espírito na vida humana não o leva senão à volta pra casa do Pai, que com certeza não é “Inferno”.

7 – R.S.S.S. – Não. Nesta ideia de inferno, acho que acreditei quando criança, devido à religião que meus pais professavam. Fui crescendo esta fantasia foi perdendo força e sentido.

Compartilhar

Veja Também

INVESTIGAÇÃO DA REVISTA SUPER INTERESSANTE

Nunca tinha procurado saber fosse o que fosse sobre um dos espíritas mais falados de …