Respostas de Inúmeras Pessoas – Questão 34

34 – Consegue imaginar o Mestre Jesus, Sidarta Gautama o Buda, Francisco de Assis, Mahatma Gandhi, Lao Tsé, contratando atores para fraldar aparições espirituais, fraldar fenômenos e assim iludir as massas; Serem apegados ao ponto de possuírem distúrbios sexuais etc; Serem vaidosos ao ponto de sentirem vergonha de uma calvície e por isso usar perucas? ( ) Sim ( ) Não – Porque desta sua resposta?

 

34 – M.N. – Não. Tais mentes espiritualizadas, pelo nível de relembrar que atingiram, não teriam atitudes como as citadas.

34 – M.R. – Não. Esses acontecimentos também são fatos da vida do Chico Xavier, pesquisando na internet fica fácil constatar. Não consigo imaginar as pessoas citadas acima enganando as massas, porque foram exemplos de amor e verdade. Refletindo assim, mais uma vez percebe-se que o Chico Xavier jamais teve luz.

34 – D.T.S – Não, não tem como. A iluminação, para uma alma se iluminar, ela precisa deixar de ser fútil, preconceituosa, leviana, precisa conhecer a si mesma como se encontra, sua natureza e origem, precisa reconhecer que é um ser divino. Chico Xavier participou de fraudes e truques de ilusionismo  para divulgar o espiritismo e ser reconhecido como santo, e isso só faz quem tem consciência de que ainda não alcançou a luz e por isto força por subterfúgios.

34 – R. – Não, de jeito nenhum, senão não seriam o que são.

34 – T.G. – Não… não mesmo… Luz, acima de tudo é VERDADE.

34 – B.Z. – Nenhum destes machos ficou de quatro pra outro macho e nunca estiveram envolvidos em truques de mágica de salão pra enganar os outros. Macho de quatro pra macho é questão de escolha, não tá certo e nem errado, é só a escolha feita. Mas esta não é o tipo da escolha que faz um santo ou uma mente iluminada. Essa é o tipo da escolha que faz uma pessoa materialista, apegada, presa acentuadamente no ego, na baixa frequência. Esta é o tipo de escolha que faz um ser ainda longe de despertar.

34 – M.N.N. – Não. Se estes seres precisassem ou sentissem dessa forma não seriam quem foram.

34 – R.V.Não mesmo! – Enganar assim é coisa de pastores, Chico Xavier, Urandir etc.  Em contra partida Jesus, Buda, Francisco de Assis, Gandhi, Lao Tsé, estes seres foram de verdade enviados pelos planos espirituais

34 – B.D. – Não. As grandes mentes citadas acima, espalharam tão maravilhosamente bem a paz o amor a harmonia e a luz Divina quem nem da pra imaginar tal coisa.

34 – C.S.D. – Não. Claro que não, isso tudo é contrário ao amor divino, porque fariam isso? Descobriram-se no amor a felicidade.

34 – M.M.O. – Não. Tais mentes Iluminadas, não estavam presos em vaidades, nem em distúrbios e desvios sexuais. Por terem total domínio do Ego (aquilo que pensa em nós), eram espíritos Libertos. E não forjavam aparições espirituais, com o intuito de iludir massas, em troca de reconhecimento e aplausos.

34 – C.A.G. – Não. Eles não tinham compromisso algum com ego.

34 – E.M. – Não. Jamais! Senti cada um dEles! A Beleza É com Eles! Eles São! Não precisam impressionar a ninguém! O Olhar! Só O Olhar dEles preenche todo vazio! Se todos se permitissem senti-Los… Não teriam que agradar a mais ninguém!

34 – A.N. – Não, não há como imaginar tais coisas vindas do Mestre Jesus, Buda, Francisco de Assis, Gandhi, Lao Tsé, eles são Iluminados, atingiram a compreensão do Amor Incondicional, a Verdade se expressa em suas palavras e pelo seu exemplo. Possuem uma consciência una com o Pai.

34 – M.F.G. – Não. Por que acredito que eles viveram sempre na verdade suprema e absoluta, e que sabiam de fato quem eram em sua essência. Principalmente o MESTRE JESUS. É como se eu enxergasse DEUS no MESTRE o tempo todo.

34 – R.R. – Não. Não consigo imaginar, renunciaram a tudo do mundo em prol da humanidade.

34 – V.L. – Não. O mestre Jesus, Buda, Francisco de Assis e etc. eram seres realmente de luz.

34 – J.J. – Não, Não os vejo presos em vaidade.

34 – I.T. – Não.

34 – J.A. – Sim. A experiência que escolhemos aqui no relativo, não representa o que somos no ABSOLUTO.

34 – F.G. – Não. Está muito claro que comportamentos assim só podem vir de pessoas que não se iluminaram… Se eu que sou pequeno, tenho mazelas, uma porção de coisas pra resolver, não tenho atitudes assim… Isso que sou careca desde os 18 anos e nem por isso me envergonho, tomo remédio ou uso peruca pra disfarçar… Isso é coisa de fresco…  Se eu que sou eu não sou assim, quem dirá o Mestre hehehehe.

34 – A.S. – Não. Por que não!!!

34 – M.A.T. – Não. Porque eles não precisam deste tipo de apego. São iluminados.

34 – M.C. – Não. O grau de espiritualidade não os permite.

34 – R.M. – Não. Segundo a sua trajetória pregavam o desapego ficaria impossível ter vaidades e desejos sexuais e muito menos chamar atenção para aplausos.

34 – F.L.B. – Não. Com certeza não!

34 – B.C. – Não, pois isso são atos de pessoas apegadas.

34 – H.J. – Não. Porque conheceram a verdade do amor de Deus.

34 – M.S. – Não. Impossível.

34 – P.E.D. – Não. Foram seres verdadeiros que não precisaram forjar nada. Ganharam confiança pelo seu exemplo.

34 – M.F. – Não.

34 – S.G. – Não. Como referência de iluminação não pretendo imaginar falhas humanas em seres tão evoluídos, vaidade e outras esquisitices são vícios do ego a serem suplantadas através da vivência, imagino eu que tais seres já passaram desta fase.

34 – I.P. – Não. Porque os seres iluminados olham com o coração.

34 – C.C.A.A. – Não. Podem até terem feito algo de errado, eu não vivi em suas épocas e não os conheci pessoalmente, mas o que sei é que algumas coisas que escreveram serviram e servem para minha evolução.

34 – L.A.P. – Não. Não posso falar sobre Lao Tsé porque não tenho conhecimento, quanto aos outros são exemplos de desapego.

34 – M.C.Q. – Não. Tais mensageiros já superaram há muito tempo o momento em que nutriam em si as paixões inferiores da mente racional.

34 – A.C.Z. – Não. A história já provou isto.

34 – R.S.S.S. – Não. Não consigo imaginar tamanha falta de consciência espiritual. Para mim o objetivo destas mentes superiores fora sempre de instruir o ser humano a caminhar sobre bases sólidas, com as próprias pernas. Mesmo aqueles indivíduos que em algum momento fosse socorrido em suas necessidades básicas como, por exemplo, saciar a fome. Existia ali o comprometimento, a verdade, o amor absoluto nas sua mais sublime e simples expressão.

Compartilhar

Veja Também

INVESTIGAÇÃO DA REVISTA SUPER INTERESSANTE

Nunca tinha procurado saber fosse o que fosse sobre um dos espíritas mais falados de …