Respostas de Inúmeras Pessoas – Questão 39

39 – Consegue imaginar seu gatinho, seu cachorrinho, o animalzinho que ama, ser enterrado como indigente? ( ) Sim ( ) Não – Por que desta sua resposta?

 

39 – M.N. – Não.Meu animal de estimação seria enterrado com muito respeito e gratidão.

39 – M.R. Não. Se meu cachorro morrer, eu vou cuidar para que ele seja enterrado, pois é meu animal de estimação, gosto dele.

39 – D.T.S – Nunca, meu cachorro quando morrer vai ser enterrado devidamente, porque é amado por mim e minha família. Como indigente é enterrado somente o rejeitado por todos.

39 – R. – Não. Sofro muito com a perda dos meus bichinhos.

39 – T.G. – Não. De jeito nenhum…

39 – B.Z. – Não, nunca! Pode ser até um cão, se ele for amado por algumas poucas pessoas pelo menos, não vai ser enterrado como indigente. No ano passado, a gatinha de cinco anos da minha vizinha, morreu. Ela e as crianças da casa fizeram até um velório para a gata! Imagine só, se fosse um mestre amado por milhares?

39 – M.N.N. – Não, pois são amados e queridos.

39 – R.V.NÃO, NÃO e NÃO! É desumano fazer isso e sou veterinário.

39 – B.D. – Não. Não por que ele é amor, eu o reconheço como divino, eu o amo com toda força, jamais o abandonaria. E assim Vemos mestres que morreram e não foram abandonados.

39 – C.S.D. – Não. Jamais faria isso, eu que o amei tanto em vida, porem hoje já encaro a morte com outros olhos, se a morte e a libertação do ser, o que fica não passa de um material sem utilidade, então porque cultuar o local onde se enterra seu ente querido, se ele não está ali?

39 – M.M.O. – Não. Até mesmo um animal, é digno de ser enterrado com reconhecimento.

39 – C.A.G. – Não. Quem ama cuida, quer o bem, protege e dá assistência.

39 – E.M. – Não. Porque os amo! Fazem parte de nossa família. Fazem parte de nosso ser!

39 – A.N. – Não, ele seria enterrado com muito carinho.

39 – M.F.G. – Não. Simplesmente porque o sentimento que os meus animais de estimação me despertaram foi de amor.

39 – R.R. – Não. Até do animal a gente vai atrás quando some.

39 – V.L. – Não. Por que o amor dos animais é sincero e não querem nada em troca.

39 – J.J. – Não. Eu o amando, faria uma despedida e um enterro.

39 – I.T. – Não.

39 – J.A. – Sim. Isso acontece diariamente, maltratar animal é crime.

39 – F.G. – Não. Realmente isso não aconteceria com meu cachorro, não seriamos capazes disso.

39 – A.S. – Não. Por que temos que ter respeito e amor e um enterro digno para aquele que um dia tanto amamos.

39 – M.A.T. – Não. Apesar de ser animal, seria enterrado em local adequado pelo seu dono. Porque quem ama faz o melhor pelo seu amado.

39 – M.C. – Não. Não permitiria.

39 – R.M. – Não. Somos todos filhos de Deus.

39 – F.L.B. – Não.

39 – B.C. – Não. Eu mesmo o enterraria em um terreno.

39 – H.J. – Não. Porque ele tem quem cuide dele.

39 – M.S. – Não. Pelos animaizinhos também sentimos amor.

39 – P.E.D. – Não. Quem recebeu amor e retornou carinho, tem um final diferente e digno.

39 – M.F. – Não.

39 – S.G. – Não. Eu o enterraria no quintal.

39 – I.P. – Não. Tenho uma cachorrinha muito querida, que está ficando velhinha, ela é muito especial pelo seu jeito de ser e penso nisso. Onde enterrar o seu corpinho quando vier a morrer?

39 – C.C.A.A. – Não. Um animal doméstico é um ser vivo que compartilhou sua existência comigo, merece meus cuidados até seu último dia.

39 – L.A.P. – Não. Um ser pelo qual se tem algum afeto teria um destino mais digno.

39 – M.C.Q. – Não. O enterro do corpo físico, de certa forma, simboliza os que desencarnaram. Portanto, submeter alguém a um enterro indigno nos faz remeter à importância que este teve às pessoas que o rodearam quando em vida.

39 – A.C.Z. – Não. Porque desta sua resposta? Mesmo que ninguém ligue Eu estarei lá.

39 – R.S.S.S. – Não, na minha concepção quem ama cuida mesmo após sua morte. O que me parece é que este mestre era iludido mesmo, e por isso foi abandonado.

Compartilhar

Veja Também

INVESTIGAÇÃO DA REVISTA SUPER INTERESSANTE

Nunca tinha procurado saber fosse o que fosse sobre um dos espíritas mais falados de …