Retirando Véus e Máscaras

Planos espirituais: Fala-se muito sobre os planos espirituais e o que sucede após a morte. Mas querido, precisa compreender que a própria Terra se encontra em um dos planos espirituais, o último deles, o mais denso deles, o plano da matéria grosseira. Para elucidar, imagine um copo de água misturado com um pouco de argila. A princípio toda água é opaca, a argila sujou a água por inteiro, mas em seguida começa a decantar. As moléculas pesadas da argila vão assentando-se e começamos a perceber diversas camadas dentro do copo. Observa-se uma camada mais densa de argila no fundo do copo, e subindo, outra camada com água suja, depois água menos suja, água mais transparente, água muito transparente e finalmente água translúcida. Assim também são os planos espirituais. O mais denso é o plano da matéria grosseira, do qual a Terra faz parte.

Referem-se como umbral os planos espirituais mais densos que translúcido, cujas frequências são mais pesadas que leves. Pensamentos vibram, pensamentos também possuem frequência. Há os pensamentos que vibram similares à frequência da energia de matéria grosseira; há pensamentos que vibram similares à frequência da energia de matéria menos densa; há pensamentos que vibram similares à frequência da energia mais sutil; há pensamentos que vibram similares à frequência da energia totalmente sutil. Existe o reino do Absoluto, que é real, e o reino do relativo, que é uma ilusão. Não somente o plano da matéria grosseira, como a Terra, é relativo, mas todos os planos espirituais também o são. O reino do Absoluto está além de tudo isso. Qualquer um dos planos espirituais, mesmo os planos da luz com toda sua beleza e formosura, magnificência e magnanimidade, paisagens paradisíaca, cidades incríveis, perfeitas etc., pertencem ainda ao reino do relativo. Mesmo o plano Ascensionado, onde nenhum resíduo da personalidade existe mais, pertence também ao reino do relativo. O Absoluto está além, muito além.

Nosso corpo físico e pensante é o veículo relativo e ilusório onde está conectado o condutor, que é a essência, o real e Absoluto. Nós seres humanos, todos sem exceção, estamos no Absoluto-Real conectado com o relativo-Ilusão para vivermos experiências. Tudo aqui é conhecimento, experienciar para Ser. Para se saber como é determinado conhecimento, primeiro vive-se na prática o que desejou conhecer, e então torna-se aquele conhecimento, ou seja, viveu a situação e agora sabe como é… Simples assim, filho! Nada há neste mundo para você aprender, mas somente a Relembrar. Somente teu ego – aparelho (corpo/cérebro/mente racional) veio do relativo, mas não você Essência porque é Absoluta e continua no Absoluto, mas dormindo, sonhando com a experiência que está vivendo agora. Todas as encarnações são um sonho, não são reais! Um sonho incrível e totalmente planejado pela Essência, você, onde vive as experiências que desejou vivenciar e depois de tudo vivenciado, simplesmente acorda, em total segurança, onde você Essência está dormindo, que é no reino Absoluto, do qual nunca saiu. Até porque não há outro reino além dele, por isso é “Absoluto”! Começa agora a entender a dimensão do que estou escrevendo, filho?

Mas o sonho que planejou experienciar para Ser, não tem necessariamente que durar uma única encarnação. Geralmente um sonho seu tem a duração de 4, 5, 6 encarnações. Se quiser pode ser uma única encarnação ou muitas mais que 6. Será tal qual você-Essência desejar. Por isso os planos espirituais, pois é onde o sonho continua entre uma fase e outra, ou seja, entre uma encarnação e outra. Somente na Terra, no plano da matéria grosseira, é que podemos presenciar a traição, a mentira, a tirania, os sentimentos grosseiros como a inveja, a ira, a vingança etc. Isso porque aqui é o único plano onde o lobo e o cordeiro se assentam juntos à mesa, é a sala de aula, é onde se vive as experiências… Compreende querido? Mas fora daqui, é hora do recreio! Entre uma encarnação e outra, você recreia! Acaso se lembra de quando estudava e após horas em sala de aula, tocava a campainha anunciando o recreio? Lembra-se de como todos corriam sorrindo e felizes para o recreio? Então querido, ao desencarnar você vai pra o recreio… É só Felicidade viu! Não existe qualquer forma de sofrimento, fraqueza, punição, doença ou contrariedade após a morte, após o desencarne. Até porque não existe morte, mas só renascimento. A morte/desencarne/passagem, ou melhor dizendo, renascimento, é a maior e mais maravilhosa experiência que temos, é o maior êxtase que podemos sentir, é fantástico.

Quem me dera poder morrer todos os dias! Só teme a morte quem ainda não relembrou o suficiente. Só teme a morte quem ainda desconhece, quem ainda é inconsciente sobre o outro lado. Quem relembrou o suficiente, aquele que mantém a consciência sobre o outro lado, na verdade, por vezes deseja a morte. Por vezes nos é difícil permanecer por aqui, temos saudades de casa e sabemos que nada há que valha a pena levar daqui deste plano a não serem as amizades e boas lembranças. Mas em qual plano será o seu recreio? Para qual plano espiritual você segue ao desencarnar? Simples, querido, você segue para um plano cuja frequência é similar à sua. Lá vai encontrar somente pessoas com frequência similar à sua… Como milhares de almas gêmeas! Eles possuem o mesmo nível de Relembrar que você, portanto suas ideias, desejos, gostos, aspirações, são todas similares às sua. Simplesmente você ama e é amado. Independente do plano espiritual que esteja uma mente, se num umbral de frequência pesada, ausência de luz/inconsciência, ou se num plano das frequências sutis da iluminação/consciência, esta mente viverá a Felicidade plena. Ela inclusive achará difícil existir um paraíso melhor do que onde ela se encontra, pois ama e é amada, aceita a todos porque possuem frequências similares à dela, e em contrapartida é aceita por todos pelo mesmo motivo… Milhares de almas gêmeas querido, compreende agora?

No recreio não existe a traição, porque não se trai a quem se ama; não existe a mentira, porque não se mente para quem se ama; não existe a tirania, porque não se tiraniza a quem se ama; não existem os sentimentos grosseiros como a inveja, a ira, a vingança etc, porque deseja sempre a felicidade a quem você ama… O recreio para todos nós é o momento em que, literalmente, embora ainda não tenhamos relembrado quem somos em sua totalidade, experimentamos o fato de Deus Ser Absoluto, Amor e Felicidade. Diferente das escolas, o seu recreio só termina quando você assim desejar, quando você sente de continuar a experiência que veio vivenciar no plano da ilusão… É você quem decide encarnar novamente, não há qualquer cobrança ou imposição de ninguém para que faça tal coisa. Você sente o desejo de reencarnar e continuar do exato ponto em que parou sua experiência na última encarnação, e assim o faz!

Como pode ver, querido, Deus de fato é Absoluto-Amor e Felicidade. Qualquer conhecimento que se diga espiritual que mencione vitimismo, culpa, medo, cobrança, punição, sofrimento pós-morte, são simplesmente IMAGINAÇÃO da mente racional, do ego… Não existem! O carma e o darma como débitos espirituais e sua quitação, são IMAGINAÇÃO apenas. O que existe é somente causa e efeito tal qual Buda ensinou, e ainda assim somente no plano da matéria grosseira que é onde vivemos a sala de aula. Nos demais planos espirituais, não há.

O pecado é somente IMAGINAÇÃO. Deus não poderia ser Deus se fosse possível ELE se ofender ou depender de qualquer forma de leis e conceitos para governar. O inferno ou umbrais onde o espírito sofre após a morte é somente IMAGINAÇÃO. Deus é Absoluto-Amor e Felicidade, ELE te ama rapaz!  A personificação do mal, que é satanás ou obsessores, são somente IMAGINAÇÃO. Deus é Absoluto, querido, ELE não tem opositor.

Mas então como fica a Bíblia, o Bhagavad-Gita, a Torá e demais livros tido como representação terrestre da palavra de Deus? Não fica,   filho, são livros escritos por homens, nada possuem de Divinos. Inclusive apresentam um deus mesquinho, que se ofende; um deus capaz de odiar, ciumento e vingativo; um deus perverso que amaldiçoa e manda matar até as criancinhas dos vilarejos; Um deus que vive láaaaaaaaaaa no céu… Fora de ti! Percebe a gravidade disso? Tais livros foram escritos por interesse de dominação por parte de homens que  desejavam   governar, dominar as massas. Tais livros na verdade impõem os sentimentos do medo e da culpa na mente dos homens, afastando de Deus os seus crédulos leitores. Há tradições louváveis nestes livros, claro que há algumas. Não é de tudo uma armadilha para as mentes ingênuas e ignorantes, as quais aceitam como verdades as coisas tais quais lhe mostram, sem ao menos antes fazer um questionamento do que estão lhe mostrando como verdades. Mas ao menos 90% de tudo escrito nestes livros tido como santos, precisa urgentemente ser desconsiderado e descartado pela humanidade, pois a afasta de Deus ao crer em um deus fora de si, ao invés de exclusivamente um Deus dentro de cada um de nós.

Fica o homem afastado de Deus e sofrendo, quando acrescenta em suas crenças que a igreja é a casa de Deus, ao invés de que cada Ser humano indistintamente nasce na condição de Templo Vivo de Deus! Estes livros tidos como sendo a palavra de Deus retiram a identidade de seus leitores crédulos, e que por não saberem mais quem são, passam a uma condição de vítimas sofredoras, ficando fáceis de serem dominados pelas mentes mais astutas.

Imagine agora as religiões que têm como base de verdade livros como a Bíblia, o Bhagavad-Gita, a Torá etc… O prejuízo espiritual que estão trazendo à humanidade, a infelicidade e sofrimento que estão impetrando na mente dos homens ao lhes imporem o cabresto dos sentimentos do medo e da culpa, ao pregarem sobre o pecado e que você é um pecador, negando assim o Absolutismo-Amor e Felicidade de Deus; Sobre um opositor de Deus, o mito satanás e inferno, como se fosse possível Deus ter opositor e ser mesquinho, negando assim o Absolutismo, Amor e Felicidade de Deus; Ao ensinarem que busquem um deus do lado de fora, lá…, impedindo assim que todos os homens tenham um íntimo contato com Deus, o que aconteceria se o buscassem para dentro de si.

O Kardecismo (Espiritismo) também precisa urgentemente de uma reforma, pois embora diga não existir um inferno, prega os umbrais onde as almas sofrem após desencarnarem, pagam seus débitos, o que devem etc. Embora digam não existir o diabo, pregam sobre a existência de obsessores que podem influenciar e prejudicar pessoas. Percebe? Seguem a mesma ilusão das igrejas, mas com outros nomes! Onde estaria o Deus Absoluto, Amor e Felicidade se o livro Nosso Lar fosse uma verdade? Reflita sobre isso!

Eu cresci no Kardecismo, como tudo mais em minha vida, fui dedicado e esforçado no caminho que estava seguindo. Se houve livros que em minha época que foram verdadeiramente cogitados e indicados em centros espíritas, embora não fossem oficialmente assumidos pelo Kardecismo, mas que eram sim aceitos pela maioria como expressão espiritual da verdade, lidos e estudados, foram os livros de Ramatis e o livro do escritor Edgard Armond “Os Exilados da Capela” lançado em 1949. Este último é um livro cativante que conta de forma fascinante a História Espiritual da Humanidade formada por uma casta de espíritos com alto grau de conhecimentos em matemática, astronomia, arquitetura, agricultura, navegação e leis espirituais. Responsáveis por obras como as pirâmides do Egito, as edificações maias e astecas e os jardins suspensos da Babilônia etc. Muito bem escrito e minucioso, a princípio responde as perguntas inquietantes sobre nossa origem, satisfazendo o ego em sua busca por referências duais para comparações e posterior entendimento da mente racional. É fácil compreender umas das razões do porquê que este livro, embora não Kardecista, fora bem aceito e divulgado em seus centros, pois citava como referência de pesquisa os livros “A Gênese”, de Allan Kardec e “A Caminho da Luz”, de Emmanuel, psicografia de Francisco Cândido Xavier.

Presenciei por ao menos 30 anos os livros de Ramatis e Os Exilados da Capela serem os livros mais comentados dentro dos centros espíritas. Me recordo de reuniões por parte de espíritas bem intencionados para estudarem exclusivamente o fim do mundo e poderem assim encaminhar com segurança a humanidade nos vindouros dias de grande sofrimento devido a transição planetária, sobre a qual estas obras su-geriram o desfecho final entre os anos 1999 e 2000. Inclusive no livro Mensagens do Astral psicografado por Hercílio Maes entre 1948 e 1949, Ramatis foi de fato enfático quanto às datas:

 

Até o final deste século, libertar-se-ão da matéria dois terços da humanidade, através de comoções sísmicas, inundações, maremotos, furacões, terremotos, catástrofes, hecatombes, guerras e epidemias estranhas. O conflito entre o continente asiático e o europeu, já mentalmente delineado entre os homens para a segunda metade do século, com a cogitação do emprego de raios incendiários e da arma atômica, comprovará a profecia de São João, quando vos adverte de que o mundo será destruído pelo fogo e não mais pela água.        

Em virtude dos cientistas não poderem prever com absoluto êxito os efeitos de vários tipos de energias destrutivas, que serão experimentadas para serem empregadas na hecatombe final, mesmo no período de Paz e com o mundo exausto, surgirão estranhas epidemias, deformando, diluindo e perturbando os genes formativos de muitas criaturas, do que resultarão sofrimentos para as próprias gestantes!” (pág. 189 e 190)

“É óbvio que, ao se elevar o eixo terráqueo, o que há de acontecer até o fim deste século, também se modificarão, aparentemente, os quadros do céu astronômico com que estão acostumadas as nações, os povos e tribos, …” (pág. 122)    

“Com a elevação gradativa do eixo terráqueo, os atuais polos deverão ficar completamente libertos dos gelos e, até o ano 2000, aquelas regiões estarão recebendo satisfatoriamente o calor solar. O degelo já principiou; vós é que não o tendes notado. … 

O degelo descobrirá à luz do dia as vastas regiões que se encontram refrigeradas e que conservam em seu seio vegetação luxuriante e minerais preciosos, que servirão ao homem do terceiro milênio. Grandes reservas nutritivas, de muito antes da catástrofe da Atlântida, resguardam-se debaixo do gelo, desde quando os polos não eram ainda regelados e que a Terra se situava noutras condições em relação ao seu eixo imaginário.” (pág. 228)

 

A seguir, temos a cópia de um impresso distribuído em centros de estudos espiritualistas, onde mais uma vez Ramatís alerta sobre a vinda de uma nova era e suas consequências.

 

“ELUCIDAÇÕES SOBRE O ADVENTO DO TERCEIRO MILÊNIO, AS GRANDES TRANSFORMAÇÕES DO FINAL DO SÉCULO, O BRASIL SERÁ NÃO SÓ O CELEIRO, MAS TAMBÉM O CORAÇÃO DO MUNDO.

Como já tenho explicado através de inúmeras obras publicadas, o fim do ciclo terreno se aproxima. Há no Espaço Sideral uma grande campanha para alertar a vós, habitantes do planeta condenado a uma ‘higienização’.       

A campanha, já o sabeis, é de esclarecimento. Todos serão alertados. Todos serão avisados. Todos conhecerão a Verdade.        

É chegada a hora em que se definirão as posições. É chegada a hora em que todos prestarão contas de seus atos, não só desta encarnação que vivem agora, mas também de muitas, inúmeras que tiveram através dos séculos. … 

… A Terra será planeta onde, lavados e purificados de seus resíduos, ares e mares emanarão eflúvios benéficos à nova humanidade que semeará o Bem, a energia benéfica, o amor, o altruísmo, fazendo florescer a doutrina do Cristo.      

Poucos anos restam à Terra para atingir o ano 2.000. Muitos sinais serão dados de que os tempos são chegados. O mundo não acabará, como pensam alguns: sofrerá apenas tremendas modificações com a verticalização do eixo da Terra. O que está em cima, para baixo irá e, o que está embaixo, ressurgirá. Montanhas se tornarão planícies e mares invadirão terras. Vosso país muito será poupado.       

Muitos dos nossos irmãos escolhidos já aqui se encontram, reencarnados, e outros virão de outras terras, daquelas que já se acham condenadas. Homens, assumi vosso verdadeiro papel! Homens, meditai sobre vossos erros! Homens, voltai atrás em vossas vaidades! Reconsiderai e segui pela estrada do Bem e do Amor!”

 

(http://www.jluciano.eti.br/profecias/ramatis.htm, 08/2014).

 

Por sua vez, o livro Os Exilados da Capela reforça todo o contexto apocalíptico relatando pontos muito similares aos de Ramatis sobre os acontecimentos futuros, fazendo menção a duas datas distintas pelas tábuas astrológicas, 1961 e 1999 (Cap XXII, pag. 87 e 88), ajuntando a tudo isso citações de profecias bíblicas que corroboram com seus pensamentos.

 

E Isaías, no cap. XXIV, reafirma solenemente: — “Já as janelas do alto se abrem e os fundamentos da Terra tremerão. De todo será quebrantada a Terra, de todo se romperá a Terra e de todo se moverá a Terra. De todo se balanceará a Terra como o bêbado e será movida e removida como a choça da noite. E a Lua se envergonhará e o Sol se confundirá.”

E o Apóstolo Pedro, na sua segunda epístola, cap. 3:12, diz, rematando estas profecias: —  “Os céus incendiados se desfarão e os elementos ardendo se fundirão. A Terra e todas as obras que nela há serão queimadas.”

Pois todas estas profecias se aplicam aos nossos tempos e são corroboradas pela própria ciência astronômica. As tábuas astrológicas mostram que até o último dia deste período final do ciclo somente haverá dois eclipses do sol, sendo um em 1961 e outro em 1999.”(Armond, Edgard. Os Exilados da Capela. São Paulo: Editora Aliança, 1987.)

 

Este livro fascinante, “Os Exilados da Capela”, explicou em detalhes e apontou os porquês de todos os acontecimentos que viriam na transição planetária como a verticalização do eixo da Terra, o aumento dos oceanos e a submersão das terras habitadas, a passagem do Hercólobus etc. Quando surgiam pessoas que questionavam a veracidade espiritual deste livro, recebiam como resposta firme que se tratava de uma obra além de nosso tempo, pois havia como referência de pesquisa livros como A Gênese, de Allan Kardec e A Caminho da Luz, de Emmanuel, psicografia de Francisco Cândido Xavier.

Contudo, 1999 e 2000 passaram e nada aconteceu de real, de concreto, de fato. Se a data marcante da transição era a maior prova da veracidade espiritual e falhou, não se cumpriu, foi um equívoco, como dar créditos a todo contexto, bem como suas fontes de pesquisas? Compreende agora a gravidade de tudo isso querido?

Assisti impotente e entristecido após a entrada de 2000, um grande número de pessoas kardecistas, gnósticos, esotéricos, místicos, homens de fé e entusiastas, perderem sua fé, ficarem abatidos, perdidos, sem norte. Muitos, com toda certeza, mesmo hoje, devido a amarga decepção sofrida, trazem graves sequelas na fé.

Em GO, depois de 2006, conheci diversas pessoas que mantinham excelente condição financeira e estruturas de moradia, antes de 1999, mas que hoje, por terem acreditado nestas profecias da transição planetária para 2000, conforme afirmavam alguns livros, venderam tudo que tinham e se mudaram para Alto Paraíso, município de 6 mil habitantes na época, pobre, com grande deficiência de gerar bons empregos ou retorno econômico a investimentos. Estas pessoas, após 2006 quando as conheci, uma boa parte estava quase banguela, quase sem dentes na boca, pois, segundo eles mesmos afirmaram: como ir ao dentista se nem conseguimos manter alimentação razoável para nós e familiares? Pessoas como estas são conhecidas por lá como “Bicho Grilo” . Todos estes bichos grilo que tive a oportunidade de conversar, após questionados se conheciam os livros que profetizaram o final do mundo para 1999 e 2000, responderam que leram basicamente os livros de Ramatis e Os Exilados da Capela, dentre outros poucos.

Os livros de Ramatis e Os Exilados da Capela não passaram de mais um romance espírita envolvente e fictício, que foi aceito pelos Kardecistas, gnósticos, esotéricos e místicos como sendo a expressão da verdade espiritual, mas tal qual todos os demais romances espíritas escritos ainda hoje, se dão datas elas não se cumprem, e se postos a provas científicas se mostram um equívoco… E os bichos grilo que o digam!

Compartilhar

Veja Também

INVESTIGAÇÃO DA REVISTA SUPER INTERESSANTE

Nunca tinha procurado saber fosse o que fosse sobre um dos espíritas mais falados de …