Um resumo de tudo que aprendeu até agora para o próximo passo

DEUS é Absoluto, é Perfeito, não tem opositor para contestá-lo, não possui vontades para serem saciadas, não precisa de leis para governar, Ele é Deus! Como então poderia ser real a existência do diabo e o mal, do pecado e da indulgência, dos débitos espirituais e seus carmas, dos sacrifícios, pagamento do dízimo e toda forma de cobrança em nome de Deus? Não poderia, são invenções.

Deus é Amor, e quem Ama não condena, não julga, não pune ou castiga, como então poderia existir o deus tirano, irado e punitivo da bíblia e das igrejas? Não poderia, são invenções.

Deus é libertação, e quem liberta livra a mente dos sentimentos da culpa e do medo, como então poderia existir o deus das cobranças e ameaças como mostra a bíblia e as igrejas? Não poderia, são invenções.

Como poderia um ser de luz, um ser com a consciência da unidade com Deus, ser racista, apegado, vaidoso, fraudulento e preconceituoso? Não poderia, o racismo, o apego, as fraudes e os preconceitos, existem somente numa mente adormecida, que vive ainda em ignorâncias.

Deus é felicidade, e quem é feliz deseja a felicidade em toda sua glória para todos, como então poderia existir o deus que amaldiçoa e faz sofrer da bíblia e das igrejas? Não poderia, são invenções.

Todo homem nasce na condição de templo vivo de Deus, pois o Divino está interno dentro de cada homem. Então, como poderia ser real os intermediadores entre Deus e os homens, como dizem ser os padres, pastores, pais de santo e outros? Não poderiam, são equívocos e quase todos, exploradores da fé.

Houve alguns poucos que de boa fé fundaram igrejas e nelas apli-caram o que compreendiam como sendo verdade na época, contudo, a verdade de cada um é diretamente proporcional ao nível de consciência que se encontra no momento. E quase todos estes, na inoptável busca do Ser por Deus, careciam de amadurecimento espiritual, estavam verdes. Ainda buscavam Deus fora de si. Buscavam por pactos, fórmulas, como livros sagrados e rituais santificados. Acatavam crenças de gerações se estas prometessem levá-los para perto de Deus. Em geral, as igrejas mostram o norte a ser seguido pelos fiéis para encontrar Deus, mas apontam para fora do homem. Para encontrar Deus não é necessário pactos, fórmulas, como livros sagrados e rituais santificados, simplesmente necessita voltar-se para dentro de si. No caminho para Deus, pregações eloquentes e leituras de livros aceitos como sagrados, se não conduzirem o fiel para dentro de si mesmo, não tem valor algum.

 

Muito obrigado a todos por existirem…

Xamã Gideon dos Lakotas.

Compartilhar

Veja Também

INVESTIGAÇÃO DA REVISTA SUPER INTERESSANTE

Nunca tinha procurado saber fosse o que fosse sobre um dos espíritas mais falados de …