Confissão com Deus

Vou lhes ensinar como fazer um exercício de libertação, libertador de todos apegos e mazelas, que trabalha tanto o auto perdão quanto a cura interna das sobras interior, é o exercício da Oração de Confissão com Deus.

Esse exercício que deve ser praticado na primeira noite de Lua Cheia do mês. Faça o seguinte tão logo termine de ler esta mensagem.

Primeiro: Faça uma reflexão sobre os apegos da ilusão que ainda possui, mas seja sincero consigo mesmo.

  • Suas lembranças passadas, como são na maioria das vezes? (Agradáveis e alegres ou desagradáveis e tristes)
  • Que tipo de pensamentos e sentimentos elas lhe causam? (De alegria, liberdade, coletividade, ou de vergonha, culpa, individualidade, injustiça, rancor, ódio, vingança).
  • É impaciente, se aborrece facilmente, irrita-se facilmente, sente inveja mesmo que só às vezes?

Saiba que 50% da cura de qualquer doença consiste em reconhecer a doença que se tem. Assim, uma vez que tenha consciência dos pontos escuros que ainda mantém internamente, fará o seguinte:

Segundo: Vá para um cômodo reservado onde possa ficar sozinho até o final do exercício, livre de qualquer avento/situações que possa lhe retirar do seu momento sagrado.

Nesse cômodo acenda uma vela para que esteja contigo a presença do irmão fogo.

Em seguida, dobrará teus joelhos ao chão em sinal de que está na humildade e não na arrogância que faz sofrer, então de olhos fechados para que não perca a comunhão e mãos juntas postadas para formar o círculo das energias, em nome do nosso irmão mais velho “Senhor Jesus” você vai orar em mente e sentimentos, numa confissão diretamente a DEUS.

Algo similar assim:

“Senhor meu DEUS, humildemente em nome do Senhor Jesus, de joelhos prostrados ao chão neste momento, vos faço esta oração.”

Então, irá se confessar com DEUS, meu querido. Contará sobre todos aqueles apegos e sombras internas que ainda mantém por dentro, mas que deseja soltar, se libertar.

Quando isso fizer, na forma e humildade que estou ensinando, perceberá que ao seu redor, enquanto ora, há movimentos e presenças e por vezes até cheiro de perfumes como jasmim, lírio, lótus e outros aromas agradáveis de flores. Mas, mantenha os olhos fechados apesar das coisas que percebe continuando sua oração.

Sua confissão será diretamente com DEUS e não com homens. ELE é teu PAI, te ama intensamente, seu perdão é incondicional, sabe dos teus problemas antes de falar sobre eles. Olha-te pelas virtudes que possui e não pelas falhas que ainda comete, não importa o que tenha feito, DEUS te ama incondicionalmente e te quer feliz!

Saiba que não ensino teoria. Cumpra tal qual ensino que garanto o resultado!

Depois que fizer, a cada primeira noite de lua cheia de todo mês, faça uma nova reflexão e veja como se encontra.

Certamente estará curado ou muito melhor que antes.

Repita a “CONFISSÃO COM DEUS” tal qual ensinei na primeira noite de lua cheia de todo mês, até averiguar que está 100% liberto.

O caso de libertação mais difícil que presenciei até hoje, foi de um senhor que era ateu, alcoólatra de ficar literalmente caído nas sarjetas e estava para morrer de câncer no fígado. Este homem, neste estado de debilidade, começou a praticar o que ensinei através desse livro e ao verificar, após profunda reflexão, que carregava dentro de si um sentimento de culpa por algo que fizera no passado, realizou a “CONFISSÃO COM DEUS” e manteve a prática dos ensinamentos aqui contidos. Na segunda lua cheia, pela reflexão percebeu que ainda mantinha resquício daquele sentimento de culpa dentro de si. Continuou a praticar.

Repetiu uma terceira vez por quanto através da reflexão percebeu que embora 99% curado e liberto do sentimento de culpa, ainda havia uma minúscula manchinha. E perpetuou a prática.

Repetiu uma quarta vez por quanto na reflexão percebeu que estava 100% curado do câncer e liberto do sentimento de culpa. Então fez a CONFISSÃO COM DEUS apenas para que, em nome do Mestre Jesus, se confessar com o PAI que era um ser Feliz, Saudável, Amoroso, Liberto dos sentimentos da culpa e do medo.

Há duas consciências em você, o eu menor e o EU SUPERIOR. O eu menor é o relativo em você, é aquele que pensa, que mede, que compara, que avalia, é formado pelo cérebro e mente racional, é o seu ego. O eu menor é apenas um veículo pensante, uma ferramenta.

O EU SUPERIOR é o Absoluto em você, é aquele que sente e que simplesmente sabe, é a Mente Intuitiva do Espírito, é a Essência, é VOCÊ. O EU SUPERIOR é o condutor do veículo pensante. O ato da “CONFISSÃO COM DEUS” é o eu menor ou ego se entregando a supremacia do EU SUPERIOR ou Essência, é o reconhecimento do eu menor – relativo de que somente no EU SUPERIOR – Absoluto encontrará a Perfeição, Amor e Felicidade.

A “CONFISSÃO COM DEUS” é a entrega. A semente precisa morrer como semente para só então nascer em árvore. Ela não tinha como saber disto, mas se entregou e nasceu como árvore. Assim também é a “CONFISSÃO COM DEUS”.

Confessar-se para homens ou publicamente a um grupo, nada resolve e lhe mantém ainda mais preso à ilusão, nenhuma serventia real terá. Será como tentar matar a sede bebendo água do mar. Confissão meu filho, só diretamente com DEUS!

Na “CONFISSÃO COM DEUS”, quando em sinceridade e humildade a Mente Universal brota em seu coração como a árvore da semente.

Seja um bom semeador, semeie orações! Oremos 365 dias por ano, uns pelos outros, por todos os doentes e por todos os que sofrem.

Façam parte comigo de uma corrente de oração que acontece toda noite às 22 horas. E nas datas da “Sessão Mediúnica Ascensionada” procure comparecer e participar,  ou em caso de grande distância, participe em espírito simplesmente entrando em oração no horário estipulado para o início da sessão e assim mantendo até o horário estipulado para o término. Mas uma vez ao mês ao menos, compareça aqui na fazenda para se recarregar.

Muito obrigado a todos por existirem…

Xamã Gideon dos Lakotas

Compartilhar

Veja Também

Oração de Perdão

Quando for fazer uma oração pela sua família, pelos filhos, pelos caminhos que precisa trilhar, …