Figo

Quando maduro, o figo contém bastante açúcar. É rico em vitaminas e sais minerais, principalmente ferro. Também tem propriedades digestivas e laxativas. O figo seco contém mais calorias do que o fresco, porém menos vitaminas, que se reduzem durante o processo de desidratação.

Nome científico: Ficus carica

Família: Moráceas.

Composição:

Energético, fibras indigestíveis, ácidos de fruta. Cem gramas de figos secos contêm: proteínas 3,4; gorduras 0,8; hidratos de carbono 60; calorias 260; vitaminas A 60 (U.I. – unidade internacional); B1 120; B2 80; C 5mg; ácido nicotínico 1,7mg.

Indicação:

Um dos melhores remédios para a prisão de ventre, regular o fluxo biliar e como meio facilitador das secreções (devido aos ácidos de frutas e fibras indigestíveis).

  • Prisão de ventre: nas obstruções intestinais parciais, dar de manhã e em jejum, ou então no lanche, de 150 a 250gr de figos secos, depois de terem estado de molho, 12 a 24 horas. Igual quantidade se deve administrar nas doenças hepáticas e nos cálculos biliares, mas precisamente nos períodos não coincidentes com ataques agudos destas doenças.
  • Bronquite: Para facilitar a expectoração na bronquite, dar figos desfeitos numa boa infusão bronquial (?), da qual se deve beber uma xícara, várias vezes por dia.
  • Trato gastro-intestinal: O figo cozido com leite é um excelente remédio para úlceras gástricas, inflamações da boca e da laringe, tosse e bronquite. Excelente laxante, com propriedades emolientes, e se comido cru, em jejum, é vermífugo.

Com o pó de figos torrados, faz-se uma espécie de “café” recomendado contra bronquite e coqueluche.

Compartilhar

Veja Também

Flores – Belezas Naturais em Defesa da Vida

No rico universo das flores, muitas ultrapassam limites, distanciando-se da função de decorar ambientes ou …