Eclipse Lunar

O Eclipse Lunar é um fenômeno que sempre encantou a humanidade com sua rara beleza. Sua ocorrência sempre esteva atrelada a uma previsão otimista ou pessimista de acontecimentos futuros, consolidando além do fascínio, um forte misticismo sobre o seu significado na vida do homem.

Mas retirando o misticismo, um eclipse lunar só é possível em razão da Lua passar na sombra da Terra. A sombra da Terra é projetada em forma de cone, e como nosso planeta é bem maior que o satélite, acaba por enegrecer totalmente a lua.

O Eclípse só ocorre na Lua Cheia, o que sempre trás mais beleza ao evento. Do ponto de vista de quem esta na superfície da terra, começamos vendo uma “sombra” tomar o brilho da Lua Cheia, enegrecendo-a aos poucos, até ficar totalmente escura, e depois, essa sombra vai deixando-a, devolvendo o seu brilho original.

O brilho do Sol é muito intenso, e pelo tamanho gigantesco, faz com que a sobra da Terra seja projetada em forma de cone, de duas formas diferentes e simultâneas:

  • uma chamamos de umbra, nesse local há o enegrecimento quase total do sol;
  • a outra chamamos de penumbra, nessa área há um enegrecimento parcial do sol.
 

Como vimos acima, dependendo de onde a Lua passar na sombra da Terra, teremos eclipses diferentes, alguns chegando a quase ser imperceptível, outros bem visíveis, deixando inclusive um tom avermelhado por toda a Lua.

Dentre muitas classificações, podemos destacar três tipos de Eclipse Lunar:

Eclipse Lunar Penumbral – ocorrem quando a Lua entra na região de penumbra, o que na prática resulta numa variação do brilho da Lua que dificilmente é notada;

Eclipse Lunar Parcial – Se a Lua entra inteiramente na região de penumbra ocorre o raro eclipse penumbral total que pode gerar um gradiente de luminosidade visível, estando a Lua mais escura na região que se aproxima mais da umbra;

Eclipse Lunar Total – ocorrem quando a Lua entra totalmente na região de umbra, o que resulta numa grande variação do brilho da Lua enegrecendo-a.

Data dos próximos Eclipses Lunares:

2020 a 2030

30 de novembro de 2020 – penumbral
26 de maio    de 2021 – total
19 de novembro de 2021 – parcial
16 de maio    de 2022 – total
08 de novembro de 2022 – total
05 de maio    de 2023 – penumbral
28 de outubro de 2023 – parcial
25 de março  de 2024 – penumbral
18 de setembro de 2024 – parcial
14 de março   de 2025 – total
07 de setembro de 2025 – total
03 de março   de 2026 – total
28 de agosto  de 2026 – parcial
20 de fevereiro de 2027 – penumbral
18 de julho    de 2027 – penumbral
17 de agosto de 2027 – penumbral
12 de janeiro de 2028 – parcial
06 de julho    de 2028 – parcial
31 de dezembro de 2028 – total
26 de junho   de 2029 – total
20 de dezembro de 2029 – total
15 de junho   de 2030 – parcial
09 de dezembro de 2030 – penumbral

Compartilhar

Veja Também

Oposição de Marte

Marte ganha destaque no Céu Noturno, quando se torna o astro mais brilhante da noite. …