Conjunção de Júpiter e Saturno

A conjunção entre os planetas Júpiter e Saturno é um fenômeno muito raro que ocorre a cada 20 anos em média.

Saturno demora aproximadamente 30 anos para dar uma volta em torno do sol, enquanto Júpiter tem sua orbita mais rápida, demorando 12 anos. Mesmo sendo 2,5 vezes mais rápido, Júpiter demora cerca de 20 anos para ultrapassar o Planeta dos Anéis.
Assim, para o observado aqui na Terra, Júpiter por ser mais rápido, parece estar perseguindo Saturno em uma corrida pela abóboda celeste.

Embora as orbitas dos planetas se alcancem, elas nunca se sobrepõe, pois seguem linhas ligeiramente diferentes, com pouco mais de 1 grau de distância entre ambas. Assim, podemos afirmar que observando á partir do planeta Terra, Júpiter jamais irá eclipsar Saturno.

Sendo um evento muito raro, aproveite as poucas oportunidades para observá-lo ao máximo, ainda mais com um telescópio.
Para observar esses dois planetas, qualquer telescópio, por menor e menos profissional que seja, já lhe trará uma boa experiencia e visão privilegiado da conjunção. Ambos planetas poderão ser observados juntos, na mesma ampliação.

Data das Próximas Conjunções

  • 21 de Dezembro de 2020 – os planetas estarão a 6′ de distância, na constelação de Aquário;
  • 31 de Outubro de 2040 – os planetas estarão a 1°08′ de distância, na constelação de Libra;
  • 07 de Abril de 2060 – os planetas estarão a 1°07′ de distância, na constelação de Gêmeos;
  • 15 de Março de 2080 – os planetas estarão a 6′ de distância, na constelação de Capricórnio;
  • 18 de Setembro de 2100 – os planetas estarão a 1°13′ de distância, na constelação de Libra.

Conjunção Tripla - Sol Júpiter e Saturno

Também conhecida como Conjunção Tripla, teve suas ultimas ocorrências em 1940 e em 1981.

Se a conjunção de Júpiter e Saturno já demora 20 anos, quando os dois astros se encontram justamente quando estão passando pelo Sol é um evento tão raro, que por mais de 200 anos a humanidade não terá o prazer de vê-lo novamente.

A próxima vez que esse evento tem previsão para ocorrer, será somente por volta dos anos de 2238. Mas não desanime, pois mesmo que esse evento estive prestes a ocorrer, não seria possível visualizá-lo, já que o brilho do Sol ofuscaria os planetas.

Compartilhar

Veja Também

Oposição de Marte

Marte ganha destaque no Céu Noturno, quando se torna o astro mais brilhante da noite.