Simplicidade

DEUS é muito simples, o homem é quem mentalmente complica muito. O Espírito é muito simples, o ego é que complica muito. O Espírito é o que Sente. O ego é o que pensa. O Espírito ou Mente Intuitiva simplesmente sente o que quer e qual o caminho a seguir para materializar o que quis. O ego (mente racional e cérebro) é aquele que pensa, portanto, racionalmente pensa sobre o que quer e sobre qual o caminho a seguir para que aconteça o que quis. A consciência racional vive dentro de limites tanto quanto infinita é a consciência do espírito.
A Mente Universal ama os homens da forma mais intensa que há: realizando a sua vontade. Quando em simplicidade e ação, há a certeza e o desapego, por isto o homem simples mostra à Mente Universal exatamente o que deseja e sem qualquer medo de que haja perda. Então, certo do que aspira ao pedido feito, a Mente Universal responde materializando o que se pediu. Quando em racionalidade e ação, há dúvidas e apego, criando as complicações e obstáculos oriundos do medo da perda. Por isto, o homem mente racional mostra de forma complicada à Mente Universal, aquilo que pensa querer, mas não tem certeza; Aquilo que pensa ser agradável, mas que talvez não seja; Aquela cor que pensou, mas que talvez um tom acima ou abaixo seja melhor; Aquela BMW que deseja possuir, mas que no medo da perda pensou se justificando: “Se eu não merecer, um fusquinha serve”. Então, incerto do que aspira quanto ao pedido feito, a Mente Universal responde aguardando que se decida de fato quanto ao que deseja, para depois então materializar o que pediu claramente.
O compliquismo do racional é arrogante e individual na visão, ele se beneficiará com a materialização do que pediu. Enxerga o mundo como que com lentes de contato. Ao passo que a simplicidade do espírito é humilde e coletiva na visão, e embora seja para ela o pedido, fica feliz ao ver a outros se beneficiarem com a materialização do que pediu. Enxerga o mundo com olhos puros.
Busque na simplicidade tudo aquilo que aspira e receberá. Simples assim!

Muito Obrigado a todos por existirem…
Xamã Gideon dos Lakotas

Compartilhar

Veja Também

A Pergunta Óbvia

Compartilhar