Capítulo I – Quem é você? Diferença entre entendimento e compreensão.

Você é o espírito, é aquele que sente, é a essência, é o condutor da carruagem, é o perfeito e o Amor… É o Absoluto!

Aquilo em você que pensa, raciocina, mede, compara, avalia, é a personalidade que adotou nessa encarnação para vivenciar a teoria, é o ego, é a carruagem que está conduzindo, é o imperfeito e o medo… É o relativo.

Há um padrão na trajetória da sua história, da minha história, da história de todos nós.

À medida que um ser vai experienciando reencarnações, na inoptável busca do Ser sobre “quem é”, num dado instante, ele desconfia que talvez exista uma mente maior cuidando de tudo.

Com mais algumas encarnações, passa ter a certeza da existência de um Deus em algum lugar lá fora, mas não sabe onde.

Após vivenciar mais reencarnações, desconfia de que veio de Deus, e depois passa a ter certeza que é uma criatura do Deus que vive em algum lugar lá fora, mas não sabe onde.

Nesse ponto da inoptável busca do Ser, para preencher o vazio que sente e o faz sofrer, a pessoa busca por intercessores entre ele e o Deus que mora lá fora, como pais de santo, pastores, gurus e padres, mestres do vegetal e santo daime.

Frequenta local que lhe disseram ser sagrado como terreiros de candomblé e umbanda, templos pagãos e igrejas evangélicas.

Leem livros que lhe disseram ser santo como a bíblia, romances espíritas, o Bhagavad Gita e a Torá.

Então, num dado momento percebe ser mais que filho de Deus, pois observou que se filho do homem pai é homem filho, então filho do Deus Pai é Deus Filho!

Nesse ponto do relembrar de “quem você é”, na inoptável busca do Ser, começa-se a aceitar o fato de que você mesmo é criador da realidade em que vive.

É nesse ponto onde se abandona drogas como a maconha e a dependência que causam.

É nesse ponto onde se abandonam muletas espirituais como ayahuasca, santo daime e vegetal, com seus devaneios e reencarnações de celebridades.

Nesse ponto da inoptável busca do Ser, é que finalmente segue reto para a meditação, segue reto para o íntimo e lucido contato com seu Eu interior, o Cristo interno que todo homem possui, e que somente através da meditação se alcança.

E então, à medida que vai acirrando o contato da personalidade (ego) com o Divino interno (Mente Intuitiva), suas ações passam a ser conduzidas mais pela Mente Intuitiva, do que a mente racional e o ego.

Na sequência, vai adquirindo a plena certeza de que é mesmo Divino e mais que isso: Que você é Deus vivendo experiências!

Então começa a manifestar suas naturais capacidades Divinas, como a de curar a tudo e a todos, de tal forma a causar espanto à medicina atual.

Nesse ponto do relembrar “quem você é”, sabe que a mente racional consegue entender, mas compreender somente o espírito é capaz, então passa a compreender a vida.

Compreende que sua natureza é Divina, é Absoluta, portanto é saudável, forte, corajoso, próspero, virtuoso, perfeito, livre e feliz.

Compreende que o relativo e tudo que dele provém é ilusão, portanto, a doença, a fraqueza, o medo, a miséria, a ignomia, a imperfeição, o apego e o sofrimento, são tudo ilusão.

O entendimento racional é externo, é limitado, é relativo. Dele vêm as igrejas, políticas, preconceitos, mitos como o diabo, o mau, o pecado, débito espiritual ou carma, absurdos como deus vingativo, deus rancoroso, deus cheio de vontades que amaldiçoa e castiga quem lhe desagrada.

Mas compreender pelo espírito é conhecer a alma da verdade, é viver o Absoluto. Dele vêm a plenitude da sabedoria, da paz, da saúde, da prosperidade… Da felicidade!

Percebe que Deus é Amor, te ama incondicionalmente, rapaz, não importando o que tenha pensado, falado ou praticado. Ele te ama e a seus olhos o universo inteiro tem menor valor.

Agora que sabe da diferença entre entendimento e compreensão, leia esse livro com o espírito e coração conduzindo sua mente racional e cérebro.

Na prática diária da meditação, 20 minutos ao menos, e da oração especialmente para agradecer, se encontra a chave para se manifestar a mente de Deus, a chave de Ser Sabedoria e Amor.

Procure frequentar as Sessões Mediúnicas Ascensionadas do Centro Espírita Ascensionado Céu Nossa Senhora da Conceição e renascerá para sua verdadeira natureza… O Ser Divino!

Muito obrigado por existirem…

Xamã Gideon dos Lakotas.

 

Veja Também

Capítulo VII – O Caminho da Iluminação

Capítulo VII   Nesse capítulo transcrevemos a palestra “O Caminho da Iluminação”, também de autoria …