Respostas de Inúmeras Pessoas – Questão 15

15 – Acredita na existência do pecado? ( ) Sim ( ) Não – Por que desta sua resposta?

 

15 – M.N. – Não. Acredito que não existe pecado como forma de desagradar a Deus e ser condenado por isso. No idioma hebraico e no grego comum, pecado tem sentido de errar ou não atingir um alvo, ideal ou padrão. Se considerarmos Deus, o Amor, como sendo o alvo, poderíamos ter atitudes que “errariam” o alvo, que iriam numa direção oposta. Mas a expressão pecado, utilizada pelas religiões, como desobediência à Deus, vai de encontro ao Absolutismo e o Amor Incondicional.

15 – M.R. – Não. Não acredito mais em pecado, porque depois de perceber que Deus é Absoluto, Amor e Felicidade, acho que o conceito de pecado não combina com Deus, na verdade pecado é só um conceito mesmo, é da mente racional, não tem nada de espiritual na ideia de pecado. Às vezes tomo algumas decisões e atitudes das quais me arrependo, considero como um erro, pois vejo que foram escolhas que não funcionaram de acordo com a experiência que escolhi viver. Mas não fico me culpando e achando que foi um pecado, ou que Deus considerou um pecado. Acredito que Deus conhece meu coração e sabe das minhas intenções. Então, procuro tomar novas decisões melhores.

15 – D.T.S – Não. É impossível existir o pecado porque deus é mesmo absoluto, amor.

15 – R. – Sim e Não. Não da forma que a igreja fala, mas quando não vivemos os objetivos da nossa alma acredito que estamos pecando.

15 – T.G. Não. Não mesmo! Como seria possível ofender a Deus? Só se ofende o ego, que é cheio de complexos. Deus não tem vontades e nem caprichos… impossível imaginar Deus, sendo Absoluto, Amor, se ofendendo com algo. E pecado perante a lei de quem? Dos homens? Que criam o que querem na medida de suas próprias conveniências? Impossível crer em pecado.

15 – B.Z. – Não, porque o deus do amor teria que ser um deus de contrariedades, que se ofende, incompleto, ignorante, imperfeito e também mesquinho para que pudesse existir o pecado, porque nos deu o livre arbítrio para escolher o que quisermos fazer e seguir, mas se escolher ou seguir aquilo que o contrarie vai amaldiçoar, castigar e matar. Para ser assim deus teria que ser hipócrita!

15 – M.N.N. – Não. Assim como não existe certo e errado, céu dos bons e inferno dos maus.

15 – R.V. – Não, acredito que tem as coisas que desagradam ao espíritos, mas não que isso seja pecado.

15 – B.D. – Não. Acho mesmo é que pecado é o homem criar esse Deus tirano que pune, que julga e que te manda para o inferno caso não siga suas regras.
Deus no seu absolutismo tem lá tempo pra julgar e punir Deuses filhos que somos. 
Pecado é coisa criada por homem que não tem o que fazer e no fundo adora julgar e criticar os outros.

15 – C.S.D. – Não. Acredito na lei de causa e efeito, você comete uma ação e depois observa o efeito tanto positivo quanto negativo.

15 – M.M.O. –  Não. DEUS é AMOR, ABSOLUTO e FELICIDADE. Não há como pecar contra Deus, pois, ele não pune, não castiga e nem condena ele é ABSOLUTO, não possui vontades. Deus é AMOR. Ele te ama, independente do que você venha a fazer. Contudo, entretando, todavia, existe Causa e Efeito, Plantio e Colheita.

15 – C.A.G. – Não. O que eu entendo de pecado é que é uma coisa que desagrada DEUS. Como poderia DEUS, ABSOLUTO, se desagradar com alguma coisa criada pela humanidade? O pecado criado pelas religiões não desagrada nem a muitos humanos.

15 – E.M. – Não. O pecado é sinônimo de errar. Se não existe erro a ser cometido, consequentemente não existe o pecado.

15 – A.N. – Não, de maneira alguma. É impossível pecar contra Deus. Ele é Absoluto, não precisa de leis, não possui vontades e muito menos desejos. Não há como ofender a Deus. Deus nos ama intensamente e tudo que sair do amor e felicidade não provém de Deus.

15 – M.F.G. – Não. Por que tudo que DEUS criou é perfeito. Dizer que existe pecado, inclusive que já nascemos como tal, é dizer que DEUS criou algo imperfeito, que alguma coisa não saiu como o esperado. E como se não bastasse, ELE teve que nos enviar o seu “único filho” para nos salvar da imperfeição com que o PAI nos criou. Chega a ser irônico, mas não pode questionar, porque isso seria um pecado. Acredito que isso é mais uma ferramenta que as religiões usam para manterem seus fiéis pagãos.

15 – R.R. – Não. Se não existe o errado, não existe o pecado. O que existe é uma conduta inadequada para atingir o que quero.

15 – V.L. – Não. Não existe pecado.

15 – J.J. – Não, vejo que existem muitos canalhas que não se punem e nem sentem culpa pelos seus atos e estão bem e existem pessoas que praticam menos ações reprováveis e sofrem com isso porque elas mesmas se punem.

15 – I.T. – Não. Falta de compreensão e estratégia para manipulação de mentes se utilizando de cabrestos.

15 – J.A. – Não. A pessoa escolheu.

15 – F.G. – Não. Não tem como pecar contra Deus já que ele é absoluto, podemos fazer escolhas que não funcionam pro nosso propósito, mas aí temos que lidar com nossa consciência, buscar o auto- perdão, não o de Deus. Acredito que o termo pecado tenha sido mal interpretado e ensinado de forma distorcida tal como o “karma”.

15 – A.S. – Não. Jamais acreditei em pecado! Sempre tive a ideia do erro ou equivoco passível de reparo, como um aprendizado.

15 – M.A.T. – Não. Pecado contradiz o absoluto.

15 – M.C. – Não respondeu.

15 – R.M. – Não. Pecado foi uma forma de punição imposta pelos ignorantes homens presos em antigas crenças.

15 – F.L.B. – Não, pecado é criação humana, apenas caminhos que resolvem ou não de acordo com a resposta anterior.

15 – B.C. – Não. Nós somos livres pra fazer o que quiser sem nenhuma punição, pois não há certo ou errado.

15 – H.J. – Não. Pecado não passa de uma criação da mente humana para justificar suas dificuldades decorrentes das más escolhas realizadas.

15 – M.S. – Não. Pecado é coisa de igreja.

15 – P.E.D. – Não. Não existe certo e errado, bênçãos ou pecados.

15 – M.F. – Pecado fora criado pelas igrejas – obra dos homens – para manipulação e cegueira das massas.

15 – S.G. – Não. O pecado foi um atributo da religião, os seres apenas pecam contra eles próprios, pois a cada mal realizado advêm suas consequências.

15 – I.P. – Não. Porque se existisse pecado deus estaria julgando seus filhos e ele não faz isso.

15 – C.C.A.A. – Não, pecado seria uma atitude que estaria errada perante as leis de Deus, porém; se somos nós que decidimos e temos a condição de livre arbítrio dado por Deus, errar e se afastar de Deus é uma lei. Mas quem decide ir por outro caminho assume toda a responsabilidade do erro. E por isso não há pecado, pois eu assumo o erro com a consequência.

15 – L.A.P. – Não. Deus nos permite fazer escolher que quisermos e não se incomoda se fizemos a melhor escolha ou não, isto já está previsto no processo de aprendizado que nos leva a evoluir.

15 – M.C.Q. – Não. Este é mais um conceito criado, nos primeiros séculos após a passagem do Mestre Jesus pelo Oriente Médio, pelo catolicismo com objetivos inferiores, baseados na dominação e subserviência daqueles que ainda se encontram no sonambulismo de nossa real natureza cósmica.

15 – A.C.Z. – Não. O Amor Divino não tem olhos para isto, apenas espera que encontremos o caminho o mais rápido que puder, para aproveitarmos ao máximo a grande “aventura da vida”.

15 – R.S.S.S. – Não. Embora também em algum momento de minha existência tenha acreditado devido às crenças impostas, culturais.

Compartilhar

Veja Também

INVESTIGAÇÃO DA REVISTA SUPER INTERESSANTE

Nunca tinha procurado saber fosse o que fosse sobre um dos espíritas mais falados de …