Meditação

Você vai aprender agora de forma fácil, objetiva e inteligível tudo que precisa saber sobre a meditação. O que é, como realizá-la, os benefícios que lhe traz, as transformações incríveis que lhe causa e, principalmente, compreender a própria natureza da causa de tudo.
A Mente Universal é Absoluta, é a única realidade existente, tudo dela provém. ELA é Amor e Felicidade, portanto, dela provém a harmonia, a saúde, a prosperidade, a alegria. Somente a Meditação lhe permite a UNIDADE com a Mente Universal. Somente a Meditação lhe permite eliminar, de uma vez por todas, a ilusão da desarmonia, da doença, da miséria, da tristeza. Exercícios alternados entre as afirmações Eu Sou e Meditação, é duplo poder.
Todo homem busca por ser feliz, saudável e próspero. Deseja, e por vezes até desesperadamente, eliminar de sua vida a tristeza, a doença e o estado de miséria. A prática ininterrupta da meditação é que retira o homem da tristeza, doença e miséria, e o lança para a felicidade, saúde e prosperidade.
O primeiro passo na compreensão da meditação é compreender a energia Vrill e sua relação com o todo, e isso inclui você, eu, todos nós.
A energia Vrill é a primeira forma das energias, é o pai e mãe de todas as energias, de toda forma de material, de toda antimatéria e mesmo de toda matéria escura do universo. Da energia Vrill provém o universo e tudo que nele há. É a energia Vrill quem mantem e sustenta você, bem como mantem e sustenta à toda forma de vida.
Preste atenção: As células cerebrais possuem pulsações eletromagnéticas, e essas pulsações são registradas pelo eletroencefalograma. Há quatro níveis de pulsações eletromagnéticas nas células cerebrais: Beta (14 a 28 ciclos por segundo), Alfa (de 7 a 14 c/seg), Teta ( de 3 a 7 c/seg) e Delta (de 0,.. a 3 c/seg). É zero vírgula alguma coisa, porque se fosse zero absoluto, seria morte cerebral, óbito.
Mas qual a relação entre estes estados cerebrais, a energia Vrill, o homem e a meditação?

O homem recebe todos os dias doses relativas de energia Vrill quando no estado de Delta, que é o sono profundo (0,… a 3 c/seg). Durante o sono as ondas cerebrais oscilam, geralmente entre teta e alfa, descendo por vezes a Delta e ali se mantendo por curtíssimos períodos. É nestes curtíssimos períodos em Delta que você se abastece da energia Vrill que compõe todo universo. Somando-se todo o período de ondas Delta do sono de uma noite inteira, chegará em média a uns 4 minutos. Portanto, toda a energia Vrill adquirida, que o tornou capaz de se mover, pensar, falar, ouvir, enxergar, se manifestar, agir e realizar feitos, vieram de somente 4 minutos de sono profundo. Em 4 minutos é possível receber somente uma pequena carga para nos sustentar o dia todo que está por vir… Daí a prostração e misantropia, o esgotamento e o estresse, a debilidade e adinamia, a impotência e a frouxidão, a doença e o distúrbio, a consciência padrão e o conhecimento comum!
Quanto mais energia Vrill receber, maior será seu vigor e robustez, vitalização e tranquilidade, sua possança e capacidades, seu poderio e firmeza, sua saúde e fleuma, expansão da consciência para o além do padrão e o acesso aos conhecimentos superiores. Portanto, como receber quantidade cada vez maior de energia Vrill é que é a questão… Somente a Meditação permite isso!
Depois que se aprende a meditar de fato, uma hora de meditação equivale a energia Vrill acumulada de 3 ou 4 noites de sono profundo. Percebe o potencial disso meu filho? Consegue agora alargar seus horizontes? Percebe que estou lhe mostrando o segredo que governos e igrejas esconderam da humanidade por séculos?
Na meditação obtém-se e acumula-se mais e mais energia Vrill. Quanto mais e mais meditar, mais e mais energia Vrill irá obter e acumular. É a energia Vrill acumulada que fortalece fantasticamente nosso corpo, expande fantasticamente nossa mente, aciona as ferramentas da alma como o terceiro olho e cria as condições para que ocorra a saída do corpo astral. É a energia Vrill recebida e acumulada em doses maiores que permite tudo isso ao homem, e sem ela, nada disso acontece.
Toda forma de sensações, emoções, movimentações e pensamentos pertence à mente racional, pertence ao corpo pensante, pertence ao ego, pertence ao eu menor. Meditação consiste na ausência total das sensações, emoções, movimentações e pensamentos. Consiste na completa imobilidade e quietude do corpo, no completo silêncio da mente, no total encerramento das sensações, emoções e qualquer outra atividade mental.
Querido, deseja meditar de fato, receber e acumular doses maciças de energia Vrill ao ponto de se tornar a manifestação da Mente Universal? Então preste atenção: encerre de vez suas relações com drogas, enteógenos, alucinógenos, plantas de poder, ayahuasca, daime, vegetal, etc. Ninguém se ilumina utilizando-se de tais coisas. Acaso conhece de fato a iluminação de qualquer pessoa na história do uso de drogas, enteógenos, alucinógenos, plantas de poder, ayahuasca, daime, vegetal? Claro que não, querido! No máximo leu em livros de relatos duvidosos, geralmente incoerentes e nada científicos, ou ouviu falar por estórias contadas por praticantes de uma mesma doutrina. A iluminação de pessoas usuárias de maconha, ayahuasca (santo daime, vegetal) e outros, são crenças mitológicas e quase sempre se trata de ignorância espiritual da fé cega religiosa nas estorinhas de igrejas e doutrinas. Deseja conhecer os fatos históricos ao invés das crenças míticas? Um excelente caminho é o livro acadêmico “História da Ayahuasca no Brasil” do historiador Marcelo Borges: http://historiadaayahuasca.net. Obra literária acadêmica, imparcial, se abstém de opiniões pessoais para se fundamentar em fatos históricos apurados ao longo de anos de pesquisas sobre a vida dos fundadores do daime, santo daime, união do vegetal e algumas linhas ayahuasqueiras independentes. Uma das coisas que vai descobrir ao ler esta obra séria, imparcial e acadêmica é que o Ministério Público Federal está investigando o santo daime pelos crimes de Assassinatos e Narcotráfico Internacional em 03 países, bem como investigando também a união do vegetal pelos crimes de Racismo e Eugenia.
Olha querido, não há o certo ou errado, bem ou mal. Não há o céu e paraíso ou inferno e umbrais de sofrimentos; não há diabo e nem obsessores; não há pecado e condenação, ou débitos espirituais e carma; Nada disso existe, nada disso é real, tudo isto é fruto das referências duais do corpo mental, o ego, imaginando como seria deus e sua criação. Todas estas coisas são ilusão, mitos, ficção. Saiba que Deus não julga e não condena, pois ELE é Absoluto, Amor e Felicidade. Qualquer aspecto de conhecimentos, ensinamentos e verdades que não se enquadre 100% dentro do Deus-Absoluto, Amor e Felicidade, se trata simplesmente de conhecimento relativo, ensinamento relativo e verdade relativa. Portanto, tudo você pode escolher… Mas, se escolher despertar, se iluminar, nem tudo que pode escolher convém ser escolhido, querido! Compreende agora?
Enquanto baixar os níveis de pulsação cerebral devido ao uso de qualquer princípio ativo ou de qualquer forma de molécula, se encontrará apenas num estado de torpor da mente. Poderá se manter no máximo introspectivo, mas não em meditação, e simplesmente lhe será impossível a obtenção e acúmulo da energia Vrill neste estado. A meditação acontece somente por si mesmo, sem a utilização de drogas alucinógenas, enteógenos, muletas espirituais como ayahuasca, daime ou vegetal. Não tem aleijado nos planos da luz meu filho, só se entra caminhando sobre as próprias pernas. Precisa soltar as muletas se deseja sair da ilusão e realmente dar grandes passos rumo à iluminação!
O primeiro passo é cuidar de como se assentar para meditar, pois, deitado e em pé é inviável, já que existe em você o condicionamento de deitar para dormir e ficar em pé para movimentar-se. Há a posição de lótus, há o banquinho japonês e há cadeiras. Todos estes são bons desde que se mantenha naturalmente com a coluna ereta, sem forçar, sem causar tensão. Escolha a posição que mais lhe deixa confortável, bem como um local onde se sinta bem. Assuma confortavelmente a posição escolhida, mãos naturalmente caídas próximas ao joelho, olhos definitivamente fechados para que não perca a comunhão.
Se não tem à disposição uma floresta, uma praia, um lago, uma montanha ou caverna como local agradável para meditar, ora, crie o seu ambiente. A princípio, interagir com o ambiente com incensos que lhe agrade e com sons de fundo como o borbulho de um córrego, as ondas do mar e mesmo mantras, podem auxiliar. Mas, em específico sobre sons mântricos, instrumentos musicais e cantorias, somente para se ouvir, nenhuma forma de emissão de sons deve ocorrer, mesmo que de mantras e lindas canções. Nenhuma forma de movimentos deve ocorrer, mesmo que pequenos como o dedilhar de uma lira. Qualquer forma de cantoria e movimento, mesmo que mínimos, são atividade mental e é exatamente o encerramento de qualquer atividade do corpo mental que o conduz ao estado da Meditação.
Tudo que precisa fazer é se concentrar em perceber a passagem da inspiração e da expiração por suas narinas. Foque toda sua atenção em observar apenas o ar que entra e sai por suas narinas, no ar que passa entrando e saindo pela região que vai logo acima do lábio superior de sua boca e abaixo do centro dos olhos. Deixe seu corpo respirar naturalmente, não precisa de sua atenção para ele saber como fazer isso. Seja somente uma testemunha de sua respiração, tudo que fará será observar sua respiração, este é o segredo, querido… Simples assim!
Se começar a surgir pensamentos é porque está se desconcentrando de observar sua respiração. Retome a concentração ao ato de respirar que o pensamento desaparece. Quanto mais treinar a meditação, mais fácil ela fica e mais forte em todos os aspectos você se torna. O espaço entre um pensamento e outro segue de forma crescente, até que não existam mais. Sua respiração vai ficando mais fina, suave, menor, até que uma pequena comichão surge bem de vez em quando acima do nariz entre os olhos… Este estado é a meditação e torrente de energia Vrill está inundando seu corpo espiritual, perispiritual e físico. Neste estado você está obtendo e acumulando energia Vrill em abundância.
Quando no estado de meditação a energia Vrill entra abundantemente pelo chacra coronariano, no alto da cabeça, e dali segue por meio de dutos energéticos se espalhando pelo corpo inteiro. É como uma cachoeira que ao cair num reservatório conduz suas águas por tubulações, distribuindo-a para todas as cidades. Lembre-se da ordem de grandeza a que estou me referindo, querido. Trata-se de você estar repleto e literalmente inundado da energia Vrill, que é quem mantém e sustenta o universo, bem como mantém e sustenta a toda forma de vida… De seu corpo e mente estar repleto e literalmente inundado da energia que o torna capaz de se mover, pensar, falar, ouvir, enxergar, se manifestar, agir e realizar feitos. A intensidade de todas estas capacidades é diretamente proporcional à quantidade de energia Vrill que consegue obter e acumular.
Numa segunda instância, posso afirmar que ao menos 90% das doenças tem como causa a diminuição corporal na obtenção e acúmulo da energia Vrill. O homem obtém e acumula a energia Vrill somente pela ausência do pensamento, seja pelo sono profundo e limitadamente, seja pela meditação e abundantemente. Em ambos os casos o fato é que para a captação e acúmulo da energia Vrill, se pensar, vai encerrar o fluxo. Parou de pensar, inicia-se novamente. Pensou de novo, tornou a encerrar. Parou novamente, o fluxo retoma. Portanto, se ao menos 90% das doenças tem como causa e origem a diminuição ou carência da energia Vrill em nosso corpo, consiste no aumento considerável dessa energia a cura de ao menos 90% de todos os males.
Quando começamos a praticar a meditação é comum percebermos dor em alguma região de nosso corpo. Mas fique tranquilo, não é dor verdadeira, é somente a sensação da dor causada pela energia Vrill que ao estar sendo espalhada pelo seu corpo começa a reparar, reorganizar, dissolver, reconstruir, harmonizar e revigorar as partes dele, sejam físicas ou mentais, que por ventura se encontrem danificadas ou doentes.

Compartilhar

Veja Também

A Pergunta Óbvia

Compartilhar