Meditação, Energia Vrill e as Pirâmides

Uma máquina quântica para a meditação à sua disposição.

Uma ferramenta que pode auxiliar muito na meditação é a pirâmide corretamente construída e posicionada, pois é capaz de captar e acumular em larga escala a energia Vrill do universo. A pirâmide de Quéops na planície de Gizé, Egito, é a referência para todas as demais pirâmides. A pirâmide de Quéops foi construída interligada por câmaras subterrâneas a diversos outros templos, onde cada um deles guarda seus ensinamentos contidos nos hieróglifos. A somatória da pirâmide de Quéops com estes templos interligados é, na verdade, uma máquina quântica construída pelos sobreviventes da civilização de Atlântida, os quais deixaram para nós o legado de todo seu conhecimento superior na esperança de construírem “um mundo bem melhor”… Abençoado seja o meu querido professor Dr. Celso Charuri, que trouxe consigo o legado de Imhotep.

O ângulo exato da pirâmide é o que sintoniza e a torna capaz de absorver e acumular a energia Vrill do universo, mas é o peso de sua estrutura que determina a quantidade desta energia que será capaz de reter. Quanto maior o volume de massa na estrutura da pirâmide, maior será sua capacidade de absorver e conservar a energia Vrill, e é em seu terço médio onde ela concentra a maior intensidade da energia Vrill acumulada (Divida a altura da pirâmide em 3 partes. A do meio é o terço médio e é nele que se deve meditar). Ela foi construída voltada aos pontos cardeais segundo o Norte Verdadeiro do Universo, o que é diferente do norte magnético da Terra. Possui ângulo 51° 51min 14 seg. Possuir sua pirâmide para meditação com as mesmas especificações é como possuir um rádio perfeitamente sintonizado… As ondas chegam sem interferência, sem chiados… Compreendeu?

Para que compreenda melhor a ciência por detrás do ângulo de sua construção: Conhece a magnetita? É um minério capaz de conter grande quantidade de energia em sua estrutura. A magnetita naturalmente possui cristais de formação piramidal e, levada ao microscópio, verificou-se que o ângulo piramidal que forma seus cristais é de 51° 51min 14seg. Dentro de seu cérebro existem as células de Betz que são células piramidais situadas no córtex motor. Levadas ao microscópio eletrônico e medido seu ângulo constatou-se ser de 51° 51min 14seg.
O fato, que para meditar de maneira mais rápida, o simples fato de estar sob uma pirâmide vazada (possui a estrutura da forma, mas não as paredes) já faz diferença desde que possua o ângulo certo e esteja posicionada corretamente. Contudo, se construída toda a estrutura de cristal de quartzo, posicionada adequadamente, grande o suficiente para que possa ficar assentado no seu terço médio, terá uma mega máquina quântica à sua disposição.

Quanto mais meditação praticar, mais irá obter e acumular a energia Vrill. Mais e mais forte se tornará, mais e mais será capaz de expandir a consciência, mais e mais será capaz de acessar os conhecimentos elevados e a sabedoria, mais e mais manterá contatos com os mestres Ascensionados e realidades mais elevadas. Mais e mais acessará a solução de todos os problemas seu e do mundo. Mais e mais terá seus sentidos ampliados, e mais e mais, ao acumular a energia Vrill, irá acionar e utilizar as ferramentas da alma: o terceiro olho e a saída do corpo astral.

O terceiro olho é uma expressão inadequada usada ao se referir a uma das ferramentas da alma capaz tanto de enxergar, como também perceber e escutar, as realidades de baixas frequências como a terceira dimensão e planos umbrais, e as de alta frequência como as da quarta dimensão e planos da luz. É exatamente a fluidez e o acúmulo da energia Vrill que desperta o terceiro olho no meditador. Portanto, quanto mais e mais meditar, mais perto estará de experimentar sua terceira visão.

Quando a terceira visão está abrindo, sentimos uma pequena pressão acima do nariz entre os olhos. Começamos a ver cores. Depois, estas cores vão se tornando mais nítidas e circulares, começamos a enxergar cores e formas como se estivéssemos olhando um caleidoscópio. Finalmente, seu corpo astral recebe e acumula grande quantidade de energia Vrill através da meditação periódica e persistente. A terceira visão se abre de vez, e então você poderá ver claramente muito além das percepções dos 5 sentidos atuais. Como resultado do crescimento de sua percepção de outras realidades, crescerá sua compreensão, e com isso você mudará para melhor em todos os sentidos suas crenças e visão da vida.

Pela mesma causa que levou ao despertar do terceiro olho, que é a obtenção e acúmulo da energia Vrill, também se desperta e experimenta a saída do corpo astral. Na verdade, a viagem astral é algo muito comum a todos os seres humanos, todas as noites você a realiza ao adormecer. A diferença é que ao praticar com afinco e persistência a meditação, passará a sair em corpo astral ainda estando acordado, consciente. Trará conscientemente as lembranças do que sentiu, ouviu, enxergou e experimentou, bem como o conhecimento adquirido pela experimentação que passou… Por onde viajou neste ou além de nosso espaço e tempo!
A princípio, praticando cada vez mais a meditação iremos recebendo e acumulando cada vez mais a energia Vrill. Começamos a perceber, quando na meditação, que estamos flutuando, balançando, nos movendo para cima, para baixo, para os lados e por fim começamos a girar. Com a prática de mais meditação estes giros vão se acentuando, tornam-se mais intensos, mais fortes e por fim zaaaaas… Conscientemente você sai em corpo astral.

Ao sair, o corpo astral se mantém interligado ao corpo físico por um fio de energia conhecido como cordão de ouro ou cordão de prata, que fica bem na altura do umbigo. Na verdade, é uma forma de energia que mantém a conexão entre os corpos físico e astral. Uma vez que tenha realizado a saída astral, através do que proporciona cada vez mais meditação, a pessoa compreende que ela é a Consciência Divina, um Ser Eterno e Ilimitado.

Compartilhar

Veja Também

A Pergunta Óbvia

Compartilhar